PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

'Mais alegre', Gabriel Jesus exalta evolução e projeta 'escrever outra história' na Seleção Brasileira

Atacante, que será pai, ressalta que pretende 'ajudar mais e mais' a equipe canarinha

5 out 2021 16h40
| atualizado às 19h04
ver comentários
Publicidade

- Eu realmente comecei essa temporada muito bem. Jogando mais alegre, jogando em outra posição da que eu estava acostumado antes e aqui na Seleção. Jogando mais pela beirada, na direita. São duas coisas diferentes, lá é um estilo de jogo e aqui é outro. Porém eu dou o máximo para ajudar a Seleção quando estou aqui e o City quando estou lá - declarou o atleta, que marcou três gols e deu quatro passes para os Citizens balançarem as redes.

Em seguida, o atacante afirmou que agora volta suas atenções para progredir com a camisa canarinha.

- Quero voltar a crescer meus números com a Seleção. É um desejo meu. Ajudar mais e mais. Assim como fiz quando fui convocado das primeiras vezes. Espero voltar a ajudar muito mais a Seleção Brasileira - disse.

O atacante, que não marca desde a vitória por 3 a 1 do Brasil sobre o Peru, na final da Copa América de 2019, reconhece que lida com a missão de apagar a má impressão do Mundial de 2018. Jesus não marcou na competição.

- Sou sempre sincero e sensato. Eu vendo meu lado torcedor que sempre fui, é compreensível. O que posso fazer é tentar melhorar e evoluir em todas as questões. Tanto pessoal quanto profissional. Espero eu fazer o meu melhor sempre que for convocado. Para poder ficar mais perto de disputar uma Copa do Mundo e que desta vez aconteça diferente da outra. Porém isso não me assusta. Fui um torcedor da Seleção Brasileira. Tentarei fazer o meu melhor seja com gols, assistências ou da forma que o jogo pedir. Mas óbvio que um atacante que disputa vaga com tantos nomes do futebol brasileiro, espero fazer o meu melhor - declarou.

O jogador do Manchester City se cobra em relação à competição.

- Espero não apagar 2018, mas escrever outra história. Foi um aprendizado, não foi fácil. A derrota pesa, mas a forma que você encara ela que mostra se você é um guerreiro ou não. Evoluí bastante de lá para cá, tanto pessoal quanto profissional. Sou mais maduro, sempre procuro evolução - afirmou.

Gabriel Jesus conta com os fatores extracampo para progredir.

- É realmente notório que minha felicidade aumentou nos últimos meses. Encontrei uma pessoa incrível, que estamos compartilhando de um sonho que eu tinha desde criança, de me tornar pai. Acredito que isso faz com que eu fique mais feliz. Óbvio que você mais feliz na vida pessoa, você leva para o profissional e consegue render mais e fazer o que ama com mais felicidade. É notório que eu estou muito feliz com meu momento, não só dentro, mas também fora de campo. Espero viver esse momento mágico e único com a minha família.

O Brasil encara a Venezuela em Caracas na quinta-feira (7), às 20h30 (de Brasília).

Lance!
Publicidade
Publicidade