PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Éverton Ribeiro comenta briga por titularidade na Seleção

Para autor de um dos gols da vitória sobre o Peru disse que Brasil foi bem tecnicamente

10 set 2021 09h11
| atualizado às 09h52
ver comentários
Publicidade

O Brasil venceu o Peru por 2 a 0, nesta quinta-feira, em Pernambuco, e segue líder das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, com 100% de aproveitamento. Autor de um dos gols da partida, Éverton Ribeiro, em entrevista coletiva, fez uma análise do jogo.

Éverton Ribeiro e Neymar marcaram os dois primeiros gols da partida (NELSON ALMEIDA / AFP)
Éverton Ribeiro e Neymar marcaram os dois primeiros gols da partida (NELSON ALMEIDA / AFP)
Foto: LANCE!

"Do jeito que jogamos casou bastante com a formação que eles estavam. O professor (Tite) novamente viu isso antes do jogo, junto com a comissão dele, preparou bem a partida, nos deu as instruções e conseguimos achar os espaços dentro do campo. Fomos bem tecnicamente, e por isso conseguimos entrar bem na zaga deles e sermos sólidos atrás", disse.

Nos dois jogos que o Brasil realizou em setembro, o jogador do Flamengo anotou dois tentos. Éverton falou em aproveitar as chances na Seleção para continuar sendo convocado, e comentou a briga por titularidade na equipe de Tite.

"O professor fala, quem tiver oportunidade tem que aproveitar da melhor maneira, foi o que eu fiz. Dei meu máximo, junto com nossos companheiros, treinamos uma coisa e acho que conseguimos fazer. Foram dois jogos difíceis, onde o objetivo foi alcançado, conseguimos jogar, criar chances de gols, e o mais importante é não tomar gols", afirmou.

"O Brasil tem grandes jogadores, tenho que mostrar que estou pronto, pra quando o professor precisar de mim, eu entrar e ser capaz de fazer bons jogos", completou.

O atleta também falou sobre a possibilidade de estar entre os convocados para o Mundial de 2022.

"Tem muita água pra rolar ainda até a Copa do Mundo, mas é como eu falei, tem que aproveitar as oportunidades, fazer bem feito quando tiver a chance de jogar, e sempre que eu estiver dentro de campo vou fazer o meu melhor para ajudar a equipe e conquistar os objetivos tanto individuais como coletivos", encerrou.

A Seleção Brasileira volta a campo apenas em outubro. Os comandados de Tite encaram a Venezuela, no dia 7, e a Colômbia, no dia 10, ambos longe de seus domínios. O Brasil encerra o período da próxima Data Fifa contra o Uruguai, no dia 14, em casa.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade