PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Na Globo, Dani Alves detona CBF: pensa no povo, no futebol?

12 jul 2015 - 15h23
(atualizado em 13/7/2015 às 05h49)
Ver comentários
Publicidade

Daniel Alves veio ao Brasil curtir férias após espetacular temporada com o Barcelona e mostrou que está, mesmo, sem filtro. Depois de revelar ao programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, que Pep Guardiola se ofereceu para treinar a Seleção Brasileira e foi rejeitado, o lateral direito voltou a atacar. Desta vez, porém, as críticas do jogador foram nominalmente direcionadas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Em participação no programa Altas Horas, da TV Globo, Daniel confirmou que o treinador espanhol queria comandar a Seleção antes da Copa do Mundo de 2014, mas reafirmou que a CBF vetou. A entidade, por sinal, foi atacada duramente pelo atleta do Barcelona, que questionou a real preocupação dela com o povo, jogadores e futebol brasileiro.

Daniel Alves não poupou críticas à CBF, que comanda o futebol brasileiro
Daniel Alves não poupou críticas à CBF, que comanda o futebol brasileiro
Foto: Hector Vivas / Getty Images

“Não só soube (que o Guardiola queria treinar a Seleção), como tentei, por meio das pessoas que faziam parte daquele grupo, leva-lo à CBF, para que ela pudesse tomar uma decisão. Acabou que eles não aceitaram. E aí fica um pouco no ar se realmente o futebol, os jogadores e o povo são importantes para a CBF. Eu tenho um pouco de dúvida com relação a isso”, criticou Daniel Alves.

Sem hesitar, o lateral direito seguiu criticando a entidade presidida por Marco Polo Del Nero – sucessor do agora preso José Maria Marin. A mágoa do jogador ainda se referia à rejeição de Pep Guardiola ao cargo de técnico da Seleção. À ESPN Brasil, Daniel revelou que o espanhol tinha até a estratégia para fazer o Brasil hexacampeão mundial, mas que ele não foi aceito pelo temor da CBF junto à opinião pública.

Guardiola se ofereceu para treinar o Brasil na Copa de 2014
Guardiola se ofereceu para treinar o Brasil na Copa de 2014
Foto: Shaun Botterill / Getty Images

“Penso que, quanto mais eu tiver pessoas inteligentes ao meu lado, melhor para mim. No momento que isso aconteceu (Guardiola foi rejeitado), acreditei que a Seleção hoje em dia é mais nós, jogadores, do que qualquer outro poder. A gente sente a vontade de representar a Seleção, o nosso País. Hoje em dia, a Seleção está assim, desse jeito, porque não há uma junção de coisas boas. E aí só vai se refletir no alvo mais fácil, que são os jogadores”, completou, antes de ser elogiado pelo apresentador global Serginho Groisman.

Daniel Alves disputou as duas últimas Copas do Mundo com a Seleção Brasileira e também jogou a última edição da Copa América, da qual a equipe canarinho foi eliminada nas quartas de final. O jogador, porém, só foi convocado ao torneio continental porque o titular da lateral direita, Danilo, sofreu lesão e teve de ser cortado. Resta saber se, depois de tantas revelações e críticas à CBF, o experiente atleta do Barcelona voltará a vestir a camisa amarelinha.

Daniel Alves participou do programa Altas Horas, da TV Globo, e criticou a CBF
Daniel Alves participou do programa Altas Horas, da TV Globo, e criticou a CBF
Foto: Ramón Vasconcelos/TV Globo / Divulgação
 
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade