PUBLICIDADE

WEC: Toyota domina treino e sai na frente das 8 Horas do Bahrein

Prova que acontecerá neste sábado, marca o fim das classes LMP2 e GTE no FIA WEC

3 nov 2023 - 15h37
Compartilhar
Exibir comentários
Toyota #8 mais uma vez na frente. Diferença do pole para o Cadillac em terceiro é de 0.7 segundos
Toyota #8 mais uma vez na frente. Diferença do pole para o Cadillac em terceiro é de 0.7 segundos
Foto: Toyota / X

A Toyota Gazoo Racing garantiu na manhã desta sexta-feira, 03, a pole para a última corrida do WEC em 2023, as 8 Horas do Bahrein. Aliás, o fabricante japonês ocupa as duas primeiras posições do grid.

Brendon Hartley e Kamui Kobayashi disputaram a pole no final, com Hartley estabelecendo a melhor volta com o Toyota #8, marcando 1:46.564. o tempo foi quase meio segundo para Kobayashi no Toyota #7.

No WEC, quem conquista a pole, ganha um ponto extra. Assim, os pilotos do #8 está agora 16 pontos à frente do trio #7. Hartley partilha o carro com Sebastien Buemi e Ryo Hirakawa que estão cada vez mais perto do título de Piloto. A diferença para o #7 é de 16 pontos. 

“É pelo campeonato”, exclamou Hartley, durante coletiva após a conquista da pole.  “Tive uma qualificação difícil em Fuji. E aqui parecia que deixei alguma coisa na mesa, mas estava limpo, ninguém vai fazer uma volta perfeita. O carro estava incrível, fomos um dos únicos carros a se classificar com pneus médios porque todos estão muito preocupados com o desgaste dos pneus aqui”, explicou. 

“Achamos que podemos fazê-los funcionar na corrida, caso contrário, pode ser complicado para nós. Sebastien (Buemi) vai largar na corrida de amanhã, ele tem a Curva 1 em que pensar.”

Os demais competidores da classe Hypercar

Na segunda fila da classe Hypercar, uma surpresa. O terceiro tempo do Cadillac #2 pilotado por Alex Lynn, que marcou 1:47.265. O tempo garantiu que o protótipo LMDh fosse o mais rápido da sessão. 

Na quarta posição, o Porsche #6 de fábrica, à frente dos dois protótipos da Ferrari. O #50 em quinto e o #51 em sexto lugar. Com uma diferença de mais de 1 segundo para o pole. A corrida será complicada para os italianos. 

Já na classe LMP2, que se despede do Mundial de Endurance, a pole ficou com o oreca #23 da United Autosports pilotado por Tom Blomqvist. Ele marcou 1:52.290, ficando dois décimos a frente #30 da equipe Alpine, pilotado por Charles Milesi. 

“Trabalho fantástico da galera – tivemos muito trabalho depois de ontem e a equipe do #23 realmente organizou tudo”, disse Blomqvist. “Crédito para eles. É um prazer dirigir um carro de corrida com bom comportamento em condições de qualificação”, disse.

“Eu não poderia ter pedido muito mais. São duas poles para mim nesta temporada, e Olly Jarvis conseguiu a pole em Sebring na primeira corrida do ano. Infelizmente, tivemos algum azar nas corridas e o campeonato não correu como esperávamos… mas amanhã vamos em busca da vitória!”

Para fechar os três primeiros da classe LMP2, Robin Frijns fez uma melhoria tardia para o com o Oreca #31 da equipe WRT. Aliás, outro carro do Team WRT, o # 41, pilotado por Louis Deletraz, que lidera o campeonato LMP2, terminou na 10º posição. 

Despedidas na classe GTE-Am

Sarah Bovy, conquista a pole na última corrida da classe GTE.
Sarah Bovy, conquista a pole na última corrida da classe GTE.
Foto: Iron Dames / X

Assim como os protótipos LMP2, os carros da classe GTE-Am não estarão no WEC a partir de 2024, dando lugar para carros com especificações FIA GT3. A primeira fila terá o Porsche #85 da equipe Iron Dames na primeira posição. Méritos de Sarah Bovy, que marcou 1:58.692.

“Mais uma vez ela conseguiu, estamos muito orgulhosos dela”, disse Michelle Gatting, companheira de equipe de Bovy no Porsche, após a sessão. “É importante para o que estamos fazendo com este projeto. É emocionante por causa da última corrida do GTE. Não é fácil, mostrámos um grande ritmo e esperamos conseguir terminar”, explicou. 

O tempo de Bovy, estabelecido a pouco menos de cinco minutos do final, foi desafiado nos minutos finais da sessão, mas ninguém conseguiu arrancar o primeiro lugar à belga, que termina a temporada com três pole positions.

Liam Talbot, no Aston Martin da D'Station Racing, foi o que mais se aproximou com 1:58.982, ficando com o segundo lugar na classe. Por fim, o Aston Martin da equipe ORT pilotado por Ahmad Al Harthy foi terceiro. 

As 8 Horas do Bahrein serão transmitidas pelo Band Sports na TV e no Youtube nos canais Band Sports e Esporte na Band

Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade