0

Diretor da Indy revela conversas para implementação de corridas na China

9 mai 2017
21h43
atualizado às 21h43
  • separator
  • comentários

A Fórmula Indy tem planos para se expandir ao longo do planeta. Diretor executivo da categoria, Mark Miles confirmou que há interesse não só em abrir uma corrida na China, mas também expandir o automobilismo no país oriental.

Em entrevista à Motorsport, Miles apontou que há conversas em andamento com o grupo chinês Mitime e se mostrou animado com o andamento das reuniões. No entanto, o dirigente pregou paciência e disse que nada ocorrerá antes de 2019.

"O Mitime é um grupo com o qual estamos tendo um diálogo considerável, e eles estão certamente pensando em nós como possível parceiros para uma corrida na China. Eles também podem ser parceiros para a distribuição de direitos de TV, além de outras coisas", apontou.

A ideia de levar tanto a Indy quanto a Champ Car para o território chinês já havia sido discutida do passado, mas, segundo Miles, as possibilidades atuais estão mais concretas. O diretor reforçou a confiança no Mitime e apontou uma necessidade de organização desde o começo.

"O Mitime é um grupo criado por um rapaz que é presidente da Geely Motors, que é a maior fabricante automotiva que não é de propriedade do governo chinês. Eles possuem uma operação gigante por lá. E ele é muito sério quanto a esse relacionamento, porque ele está interessado em desenvolver o automobilismo na China, incluindo o fornecimento de treinamento a engenheiros e mecânicos através da Indy", declarou Miles, que finalizou.

"Então, essa e a ideia, a começar pelo Mitime nos ajudando a estabelecer a corrida que queremos fazer, a qual gostaríamos de realizar em uma das quatro maiores regiões da China".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade