PUBLICIDADE

Procuradoria-geral de NY cita "falso marketing" ambiental da JBS e abre processo

28 fev 2024 - 17h10
Compartilhar
Exibir comentários

A procuradoria-geral de Nova York entrou com uma ação nesta quarta-feira contra as subsidiárias norte-americanas da JBS, JBS USA Food Company e a JBS USA Food Company Holdings, por supostamente "enganarem o público sobre seu impacto ambiental", conforme comunicado da procuradoria à imprensa.

Segundo a nota, a JBS USA tem dito que vai zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2040, embora haja planos documentados da processadora de alimentos de aumentar a produção e, consequentemente, aumentar sua pegada de carbono.

"Em 2021, o grupo JBS, controlador global da JBS USA, relatou emissões totais de gases de efeito estufa de mais de 71 milhões de toneladas, mais do que as emissões totais de alguns países", segundo a procuradora de Nova York, Letitia James, em comunicado.

A procuradora-geral James busca impedir que a JBS USA continue com "essas práticas de marketing falsas e enganosas, e (que a companhia) pague a restituição de todos os lucros obtidos ilicitamente e as penalidades", acrescentou o comunicado da procuradoria.

A JBS disse discordar da ação tomada pela procuradoria-geral de Nova York sobre o processo relacionado a questões climáticas da companhia, e que vai continuar a trabalhar seus planos com fazendeiros, pecuaristas e outros parceiros na cadeia produtiva em todo mundo.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade