0

Alcolumbre: crise não atrapalhará reforma da Previdência

Desavenças entre o ministro Gustavo Bebianno e o vereador Carlos Bolsonaro causa preocupações entre membros do governo e a base no Congresso

15 fev 2019
12h37
atualizado às 12h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

BRASÍLIA - O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse na manhã desta sexta-feira, 15, que a tensão instalada entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que causou preocupações entre membros do governo e a base no Congresso, não atrapalha o andamento da reforma da Previdência nas Casas.

"Essa crise é do governo, o governo tem que dar uma solução. O Senado nem deve interferir. Acho que não (trava o andamento da reforma)", disse a jornalistas, após encontro de pouco mais de uma hora com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Foto: Dida Sampaio / Estadão Conteúdo

O caso, que tem origem em suspeitas de financiamento de candidaturas laranjas pelo PSL e desavenças antigas entre o ministro e o vereador Carlos Bolsonaro, chegou ao seu ponto de ebulição após o presidente admitir a possibilidade de Bebianno sair do governo. A crise ocorre no momento em que o Planalto tenta manter coesão para as negociações da pauta de votação mais importante no Legislativo, a da reforma da Previdência.

Veja também

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade