0

Leilão de áreas de petróleo da cessão onerosa tem 14 empresas habilitadas, diz ANP

30 set 2019
11h51
atualizado às 14h24
  • separator
  • 0
  • comentários

A rodada de licitações de áreas petrólíferas do excedente da cessão onerosa, prevista para 6 de novembro, teve 14 empresas habilitadas, segundo informação publicada nesta segunda-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Plataforma de petróleo na Bacia de Campos, RJ 
28/11/2007
REUTERS/Bruno Domingos
Plataforma de petróleo na Bacia de Campos, RJ 28/11/2007 REUTERS/Bruno Domingos
Foto: Reuters

Entre as companhias estão, além da Petrobras, multinacionais como Exxon e Shell, BP, Equinor e Total, que já atuam no Brasil.

A lista das empresas habilitadas, que inclui também as chinesas CNODC e CNOOC, foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

A mega rodada do pré-sal da Bacia de Santos ofertará as áreas de desenvolvimento de Atapu, Búzios, Itapu e Sépia.

A diferença dessa rodada para os demais leilões no regime de partilha da produção é que serão ofertadas áreas de desenvolvimento, sem risco exploratório, ressaltou a ANP.

A Petrobras, que fez o contrato original da cessão onerosa com o governo federal, já atua em áreas da região, contando inclusive com produção em Búzios.

Veja a relação das empresas:

1 - BP Energy do Brasil Ltda.

2 - Chevron Brasil Óleo e Gás Ltda.

3 - CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda.

4 - CNOOC Petroleum Brasil Ltda.

5 - Ecopetrol Óleo e Gás do Brasil Ltda.

6 - Equinor Brasil Energia Ltda.

7 - ExxonMobil Exploração Brasil Ltda.

8 - Petrogal Brasil S.A.

9 - Petrobras

10 - Petronas Petróleo Brasil Ltda.

11 - QPI Brasil Petróleo Ltda.

12 - Shell Brasil Petróleo Ltda.

13 - Total E&P do Brasil Ltda.

14 - Wintershall DEA do Brasil Exploração e Produção Ltda.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade