PUBLICIDADE

GE conclui divisão do grupo em três partes

2 abr 2024 - 09h24
Compartilhar
Exibir comentários

A General Electric concluiu na terça-feira sua divisão em três empresas, marcando o fim de uma era para o pioneiro conglomerado industrial dos Estados Unidos que já foi um símbolo do poder empresarial norte-americano.

Os negócios aeroespaciais e de energia da gigante industrial começarão a ser negociados na Bolsa de Valores de Nova York como empresas separadas nesta terça-feira, mais de um ano depois que o grupo se dividiu da área de saúde, que começou a ser negociada na Nasdaq.

A separação é o ponto culminante dos esforços do presidente-executivo, Larry Culp, para dar vida à empresa que enfrentou dificuldades, incluindo a crise financeira de 2008, que quase levou à falência seu negócio mais lucrativo, a GE Capital.

No final de 2021, Culp anunciou o desmembramento do grupo que havia escapado a uma geração de  executivos dentro da empresa. A importância da GE era tão grande que seu braço financeiro foi considerado "grande demais para falir" pelo governo dos EUA.

No entanto, à medida que a empresa se arrastava de crise em crise, a GE, um membro original das blue chips do Dow Jones, perdeu seu lugar no índice em junho de 2018 e Culp, que assumiu o cargo de presidente-executivo após alguns meses, reduziu os dividendos pagos pela companhia a um centavo de dólar para economizar dinheiro.

Culp, que agora é o presidente-executivo da GE Aerospace, tocará o sino de abertura da Nyse nesta terça-feira, junto com Scott Strazik, presidente-executivo da empresa de energia GE Vernova.

A GE surgiu depois que o inventor Thomas Alva Edison, no século 19, fundiu a Edison General Electric com uma rival.

Analistas estimam o valor de mercado da GE Aerospace, que tem sido uma fonte de renda para a empresa, em mais de 100 bilhões de dólares após a cisão.

"Com o lançamento bem-sucedido de três empresas públicas independentes agora concluído, o dia de hoje marca um passo final histórico na transformação de vários anos da GE", disse Culp nesta terça-feira.

No mês passado, a GE Aerospace, que fabrica motores para os jatos da Boeing e da Airbus, previu um lucro operacional de cerca de 10 bilhões de dólares em 2028, com base na demanda robusta por seus produtos e serviços, e disse que estava visando um pagamento de dividendos de 30% do lucro líquido.

A GE Aerospace será negociada na Nyse sob o símbolo GE. A GE Vernova será negociada sob o símbolo GEV.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade