0

Economia

Em propaganda, Petrobras fala em superação e melhorar gestão

Reprodução

Envolvida em denúncias de corrupção e com problemas no balanço do 3º trimestre de 2014, petroleira diz que vai superar qualquer desafio em peça publicitária

29 jan 2015
10h13
atualizado às 10h40
  • separator
  • comentários

Quase como que um pedido de confiança, em sua propaganda mais recente, divulgada no último dia 24 de janeiro, a Petrobras fala em superar desafios e aprimorar “a governança e a conformidade na gestão”.

<p>Em propaganda, Petrobras fala em superar desafios e aprimorar a "governança e a conformidade na gestão"</p>
Em propaganda, Petrobras fala em superar desafios e aprimorar a "governança e a conformidade na gestão"
Foto: Reprodução

Desde setembro do ano passado, quando a Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na petroleira, veio à tona, a atual diretoria, comandada por Maria das Graças Foster, tem sido questionada sobre a condução dos negócios da estatal.

“Superação: desde o começo a nossa história está repleta desta palavra”, diz o narrador no início do vídeo.

A temática é repetida diversas vezes na peça publicitária. “Década após década, desafio após desafio, seguimos em frente.” Em um dos últimos trechos, o narrador diz: “Seja qual for o desafio, a nossa melhor resposta sempre será aquela palavra que nos acompanha desde o começo: superação”.

Em função dos casos de corrupção, que tem causado um grande impacto no desempenho da petroleira na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), agentes do mercado, no Brasil e no exterior, tem questionado a permanência da atual diretoria no comando da estatal, demonstrando pouca confiança na gestão da empresa.

Na quarta-feira, a Petrobras divulgou o balanço não auditado do terceiro trimestre de 2014, inicialmente previsto para ser publicado em novembro passado. Sem mencionar as possíveis baixas contábeis em função da Operação Lava Jato, o documento aponta um lucro líquido de R$ 3,087 bilhões no período, resultado que indica queda de 38% em comparação com o segundo trimestre de 2014.

Após a publicação do documento, as ações da petroleira fecharam em baixa de mais de 10%, levando o Ibovespa, principal índice da Bolsa, a fechar em queda de 1,85% na quarta-feira.

Na manhã desta quinta-feira, a Petrobras figurava entre os Trending Topics (assuntos mais comentados) na rede social Twitter no Brasil.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade