PUBLICIDADE

6 hábitos financeiros para você começar a ter agora

Para ter uma vida financeira saudável é fundamental começar com pequenos hábitos que fazem uma grande diferença no longo prazo

19 mar 2023 - 02h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Adobe Stock

Não ter bons hábitos financeiros é receita certa para ter problemas nessa área. Estudo realizado pela Universidade de Scranton, nos Estados Unidos, mostra que apenas 8% das pessoas conseguem levar adiante suas promessas de fim de ano em relação às próprias finanças. 

Com consultoria da Provu, fintech especializada em meios de pagamento e crédito pessoal, acompanhe seis hábitos financeiros para você colocar em prática agora e realizar seus sonhos.

1. Tenha metas e objetivos financeiros

Pegue aquelas resoluções de fim de ano que dependem de dinheiro e coloque em prática. Caso não tenha nenhuma, comece planejando algo que você queira e tenha como meta. Essa é uma ótima maneira de cuidar melhor do seu dinheiro antes de gastá-lo com o que pode não ser útil no momento. 

2. Anote todos os gastos

Após planejar as metas e objetivos financeiros, anotar as despesas em uma planilha ou caderno é fundamental para conseguir saber realmente para onde vai o dinheiro e, dessa forma, conseguir avaliar melhor o que pode ser economizado. 

Uma dica é pegar o seu extrato do mês e dividir suas despesas em duas categorias. A primeira para despesas fixas, como aluguel, contas da casa e cartão de crédito, e a outra para despesas variáveis, que são as comidas fora de casa, as compras no shopping, entre outras. 

Outra opção é adotar um app para finanças pessoais, como Organizze ou Mobills, que são baratos e muito fáceis de usar.

3. Poupe antes de gastar

Depois de separar a planilha em despesas fixas e variáveis, adicione nas despesas fixas um valor para guardar ou investir, e comprometa-se a guardar como se fosse o pagamento de uma conta. Mesmo conseguindo poupar pequenas quantias, a longo prazo elas irão fazer diferença. 

4. Troque sua dívida cara por uma mais barata

Dívidas caras como as do cartão de crédito e cheque especial podem ser trocadas por outras mais baratas, como a de um empréstimo pessoal, por exemplo, que oferecem taxas mais atrativas e personalizadas e também possuem flexibilidade para meios de pagamento, ajudando a diminuir a sua dívida e quitá-la mais rápido. 

5. Fuja das compras por impulso

As compras por impulso geralmente são um grande desperdício de dinheiro. Se por um lado poupar pequenas quantias fazem a diferença, gastar pouco, mas com muita frequência, pode gerar prejuízo lá na frente. 

Por isso, antes de comprar, pare, analise e pergunte se você realmente precisa daquele produto e/ou serviço. Após isso, veja se o preço também vale a pena e se combina com o seu bolso. 

6. Estude finanças e comece a investir

Busque aprender sobre investimentos de pequeno risco e entender como o mercado financeiro funciona. Poupar e investir o seu dinheiro é fundamental para quem quer uma vida financeira saudável. Mas antes, quite suas dívidas! Seu “eu do futuro”, agradece.

Redação Dinheiro em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade