PUBLICIDADE

Dicas essenciais para declaração de IR para Pessoa Física

Patricia Bastazini, especialista em contabilidade, aborda o que é necessário saber para não cair em ciladas durante esse período

16 fev 2024 - 06h15
(atualizado às 22h03)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Freepik

Em um ambiente financeiro cada vez mais complexo, entender a gestão do Imposto de Renda para Pessoa Física tornou-se crucial. Patrícia Bastazini, co-gerente da Bastazini Contabilidade e renomada especialista na área, compartilha sua perspectiva valiosa sobre como indivíduos podem navegar nesse labirinto fiscal com eficiência.

"O desafio do Imposto de Renda não está apenas em cumprir com as obrigações legais, mas também em identificar oportunidades para otimização fiscal", afirma Patrícia. 

Ela ressalta que muitos contribuintes perdem benefícios significativos por falta de conhecimento ou orientação adequada.

Os números da Receita Federal do Brasil refletem a magnitude deste desafio. Até março de 2023, mais de 2 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física foram recebidas pela Receita Federal. Esses números ilustram a complexidade e a abrangência do sistema tributário brasileiro, afetando milhões de contribuintes em todo o país.

Além disso, um estudo da Unafisco Nacional destacou a defasagem na tabela do Imposto de Renda. Sem a devida atualização, apenas cerca de 8 milhões de brasileiros estariam isentos do IRPF em 2023. No entanto, com a correção adequada, esse número poderia aumentar para 24,5 milhões. Isso porque a tabela está defasada em 144% desde 1996, impactando significativamente o poder de compra da população e as faixas de isenção fiscal.

Patrícia destaca a importância de uma abordagem personalizada: "Cada declaração de imposto é única. Nosso objetivo na Bastazini Contabilidade é entender profundamente a situação de cada cliente para assegurar que eles se beneficiem ao máximo das possíveis deduções e créditos fiscais."

Temporada de impostos

Com a temporada de declaração de impostos se aproximando, Patrícia aconselha os contribuintes a se prepararem antecipadamente. 

"Documentação organizada e planejamento são essenciais. Isso não apenas simplifica o processo, mas também maximiza o potencial de retorno e minimiza riscos de erros que podem levar a penalidades," ela explica.

Para ajudar pessoas físicas a declararem o Imposto de Renda especialmente para aqueles que estão fazendo isso pela primeira vez ou preferem fazer sozinhos, Patrícia desenvolveu um tutorial básico:

Guia Passo a Passo 

Entenda a Necessidade de Declaração

- Verifique se você se enquadra nos critérios que exigem a declaração do Imposto de Renda. Geralmente, isso inclui ter rendimentos tributáveis acima de um determinado limite, ter propriedades de alto valor, entre outros.

Organize a Documentação Necessária:

- Colete todos os documentos necessários, como informes de rendimentos de empregadores e bancos, documentos de compra e venda de bens, recibos de despesas médicas e educacionais, entre outros.

Escolha o Modelo de Declaração:

- Decida entre o modelo completo ou simplificado. O modelo completo é indicado para quem tem muitas despesas dedutíveis, enquanto o simplificado aplica um desconto padrão.

Baixe o Programa da Receita Federal:

- Baixe o programa gerador da declaração (PGD) ou utilize o serviço de declaração online (e-CAC) no site da Receita Federal.

Preencha a Declaração:

- Preencha todos os campos da declaração de forma correta e honesta. Inclua todos os seus rendimentos, bens, dívidas e despesas dedutíveis.

Revise Cuidadosamente:

- Antes de enviar, revise sua declaração para verificar se todas as informações estão corretas e completas.

Envie a Declaração:

- Após revisar, envie sua declaração através do programa ou serviço online. Guarde o recibo de entrega.

Acompanhe o Processamento:

- Após enviar, você pode acompanhar o processamento da declaração no site da Receita Federal. Isso inclui verificar se caiu na malha fina e o status da sua restituição, se aplicável.

Quando Procurar Ajuda Profissional

- Complexidade na Declaração: Se você possui muitos bens, fontes de renda ou situações tributárias complicadas.

- Insegurança: Se não se sentir confiante para preencher e enviar a declaração sozinho.

- Malha Fina: Se sua declaração for retida para verificação pela Receita Federal.

Dicas para Fazer a Declaração Sozinho

- Comece cedo: Não deixe para a última hora. Isso evita pressa e erros.

- Utilize Recursos Online: Há muitos tutoriais e guias disponíveis online que podem ajudar no processo.

- Mantenha-se informado: Fique atento às mudanças nas leis tributárias e nos prazos de declaração.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão. 

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade