PUBLICIDADE

Comitê diretor do FMI e do Banco Mundial busca assumir responsabilidade à medida que reformas avançam

20 abr 2024 - 14h46
Compartilhar
Exibir comentários

O comitê diretor do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial enfatizou neste sábado a necessidade de assumir responsabilidade de forma mais ampla à medida que as instituições implementam reformas para ajudar os países a enfrentar as mudanças climáticas e outros choques.

"Devemos nos responsabilizar de forma mais ampla à medida que nos tornamos um banco melhor e maior", disse Mohammed bin Hadi Al Husseini, Ministro de Estado das Finanças dos Emirados Árabes Unidos, que preside o Comitê de Desenvolvimento Conjunto este ano.

Al Husseini emitiu uma declaração em meio a discordâncias sobre as guerras no Oriente Médio e na Ucrânia, e mencionou os riscos econômicos representados pelos conflitos. A declaração foi feita no momento em que as reuniões desta semana do FMI e do Banco Mundial se aproximavam do fim.

Os diretores das instituições pediram ao Banco Mundial que continue a reforçar as parcerias globais e regionais e solicitaram à sua administração que avance com as reformas de engajamento dos países e faça diagnósticos aprimorados dos países.

Eles também incentivaram uma maior colaboração entre o Banco Mundial e o FMI para ajudar os países a mobilizar mais receitas internamente e em questões como mudança climática e preparação para pandemias, bem como sustentabilidade da dívida.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade