PUBLICIDADE

Amanda Dias

Técnica dos Potinhos de Barro: método infalível para controle de gastos no dia a dia

Planilhas não funcionam para você? Conheça a técnica dos potinhos

14 mar 2023 - 10h13
(atualizado em 21/3/2023 às 08h45)
Compartilhar
Exibir comentários
Organize seu dinheiro com a técnica dos potinhos :

As planilhas são ótimas ferramentas para controle de orçamento, mas precisamos observar que nem todas as pessoas têm facilidade para manuseá-las ou organização suficiente para mantê-las atualizadas.

Por isso, se você não se adapta às tabelas com fórmulas complicadas e a chatice de ter que alimentá-las todos os dias, a técnica que eu vou te ensinar agora foi criada no fundo da minha casa e eu chamo de técnica dos potinhos de barro.

Existiu uma época da minha vida em que eu tinha muita dificuldade em fazer o meu dinheiro sobrar. Imagine uma menina do interior, onde se faz tudo andando, indo morar na capital e percebendo que até para sair de casa tinha que ter dinheiro. Imaginou?

O custo de vida tinha aumentado bastante, já a renda, nem tanto. Eu tentava de tudo para conseguir ver o dinheiro parar na minha carteira. Aplicativos, planilhas, caderninho, mas nada funcionava no longo prazo porque eu sempre esbarrava na falta de tempo para alimentar essas planilhas e aplicativos. Até que eu entendi que não conseguiria economizar se eu não me planejasse.

Hoje eu sei que, segundo a economia comportamental, nós tendemos a ter pouco sucesso tentando economizar o nosso dinheiro. A publicidade e o marketing não hesitam em usar gatilhos de consumo para fazer nosso cérebro querer comprar a todo momento. Por isso, se você não ditar o destino do seu dinheiro, ele sairá voando direto para os pequenos gastos que, no final do mês, acabam causando um vendaval na sua vida financeira.

Para evitar que esse vendaval levasse embora a minha viagem dos sonhos, eu peguei uns potinhos de barro que serviam de decoração na estante da minha casa e comecei a organizar o meu dinheiro de acordo com o que seria um orçamento ideal.

No primeiro potinho, reservei 60% do salário, que iam para os meus custos essenciais como transporte, alimentação, água, luz, aluguel. No segundo pote, reservei 10% do meu salário para que eu pudesse gastar com lazer.

Agora eu já posso prever a sua surpresa; “mas como assim gastar? Não é para juntar dinheiro”? Deixa eu te contar um segredo: todo mundo que já fez dieta sabe que é impossível manter-se na linha se do dia para a noite você cortar absolutamente tudo que você ama comer.

Por isso, é importante prever uma recompensa a si mesmo, o que eu chamo de dízimo pessoal. Dessa forma você envia uma mensagem para o seu cérebro de que valeu a pena todo o esforço e que agora você pode "enfiar o pé na jaca" e comprar o que quiser! Já pensou na sensação de prazer que isso dá? Faça isso e no próximo mês, você me conta como foi.

Agora eu vou te mostrar o verdadeiro segredo do orçamento: o futuro. Esqueça o pensamento ultrapassado de que “dinheiro é pra gastar”. No método dos potinhos, 30% da sua renda mensal é reservada para o seu futuro.

Nossa expectativa de vida está aumentando e na busca de envelhecer com saúde e qualidade de vida, a educação financeira e as estratégias de poupança são fundamentais para garantir uma vida feliz e equilibrada. Por isso, pegue três potinhos e separe porções de 10%.

10% para a sua aposentadoria: ainda que você contribua para o INSS, é importante não depender exclusivamente da previdência social para se aposentar, invista uma pequena parte da sua renda e garanta um complemento da aposentadoria no futuro.

Mais 10% que vai para uma meta de longo prazo como comprar a sua casa própria, um veículo, fazer uma grande viagem com a família ou os amigos.

Já os outros 10% são aqueles que vão para as suas metas mais urgentes, aquelas de curto prazo, que você quer realizar em até 5 anos. A reserva de emergência é um bom exemplo de meta de curto prazo

Com esse método e o auxílio dos investimentos de renda fixa, em 12 meses eu já tinha acumulado o suficiente para fazer a minha primeira viagem para a Chapada Diamantina. Parece pouco hoje, mas para quem não conseguia poupar nada, conseguir viajar sem precisar do cartão de crédito e aproveitar ao máximo sem ter que contar moedinhas, foi uma vitória!

Técnica dos Potinhos de Barro: método infalível para controle de gastos no dia a dia
Técnica dos Potinhos de Barro: método infalível para controle de gastos no dia a dia
Foto: iStock

Vamos revisar para você não esquecer o que colocar em cada potinho:

  • - Pote 1: 60% do seu dinheiro, que será destinado aos seus custos fixos;
  • - Pote 2: 10% do seu dinheiro, que será para você gastar como quiser;
  • - Pote 3: 10% do seu dinheiro para planos de médio prazo;
  • - Pote 4: 10% do seu dinheiro para reserva de emergência;
  • - Pote 5: 10% do seu dinheiro destinado a sua aposentadoria.

Eu sei que poupar dinheiro é algo difícil para a maioria dos brasileiros, mas começar, mesmo que com pouco. Se você quer começar a ter um dinheirinho e conquistar suas coisinhas sem precisar se endividar, a técnica dos potinhos é bem eficaz e analógica, por isso, é uma excelente aliada para quem não tem afinidade com as ferramentas tecnológicas. Experimente e depois me conta o que você achou.

Fonte: Amanda Dias
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade