3 eventos ao vivo

Saldões na Itália começam esvaziados por Black Friday

Associação de consumidores defende o fim da temporada de ofertas

2 jan 2020
10h32
atualizado em 30/10/2020 às 19h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após as festas de Natal e Réveillon, o setor de comércio na Itália iniciou nesta terça-feira (2) os saldões de inverno de 2020.

Primeiro dia dos saldões de inverno no Vale de Aosta, norte da Itália
Primeiro dia dos saldões de inverno no Vale de Aosta, norte da Itália
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A temporada de ofertas começou nas regiões de Sicília e Basilicata, no sul do país, e Vale de Aosta, no norte, e se estenderá para o restante do território italiano em 4 de janeiro.

A Confcommercio, associação que reúne os comerciantes do país, prevê um faturamento de 5 bilhões de euros com os descontos e uma despesa média de 324 euros por família, especialmente com roupas, calçados e acessórios.

Já associações de consumidores estão menos otimistas e temem efeitos negativos causados pela propensão das pessoas a guardar dinheiro e pela Black Friday, que absorve uma fatia cada vez maior das compras tradicionalmente feitas no início de janeiro.

"A Black Friday levou milhões de italianos a anteciparem compras que antes eram reservadas aos saldões de inverno. Apenas outlets e butiques de alta moda terão números positivos, mas serão principalmente os turistas estrangeiros que farão compras", diz a Coordenação das Associações de Defesa dos Direitos do Consumidor (Codacons).

A entidade defende inclusive a extinção dos descontos de fim de temporada, os quais considera "inúteis e obsoletos".

Veja também:

Amazon atrasa Black Friday para não prejudicar lojas menores
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade