0

Netflix põe "corruptômetro" em Brasília para promover série

Série de José Padilha estrelada por Selton Mello aborda os bastidores da Operação Lava Jato.

13 mar 2018
13h06
atualizado às 13h20
  • separator
  • comentários

A Netflix é conhecida pela forma criativa como promove suas produções originais e com a aguarda série nacional O Mecanismo não foi diferente. Para a campanha de marketing da série que traz José Padilha como um dos criadores, produtor e diretor do primeiro  episódio, a gigante do ramo do streaming instalou em Brasília diversos painéis com um "corruptômetro" digital.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

O outdoor não informa qual a fonte dos dados, nem se os valores apresentados ali se referem às cifras de verbas públicas desviadas apenas em 2018 ou em outra janela de tempo. Há ainda a possibilidade dos dados serem fictícios, embora os números altos não surpreendam mais quando se tratam de denúncias de corrupção. Até segunda-feira (12), o painel digital mostrava um valor de mais de R$ 200 milhões desviados em ações ilícitas.

Criada por José Padilha (Narcos) e Elena Soarez, a atração será exibida na Netflix com uma trama "livremente inspirada" na Operação Lava Jato. A atração é estrelada por Selton Mello, que vive o delegado Marco Ruffo.

 

Em conversa com o AdoroCinema, Mello afirmou que dá vida ao o "novo personagem icônico de José Padilha", cineasta que apresentou ao público brasileiro o icônico Coronel/Capitão Nascimento, em Tropa de Elite (2007) e Tropa de Elite 2 (2010). "Eu vi no Marco Ruffo uma chance de poder finalmente fazer o meu Don Draper [Mad Men], o meu Walter White [Breaking Bad], o meu Tony Soprano [Família Soprano]. Herói, anti-herói, eu não sei como se chama, porque é um personagem complexo, como são os das séries".

O Mecanismo estreia no dia 23 de março.

Veja também

Pedro Pascal: de Game of Thrones a Narcos
AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade