PUBLICIDADE

BBB22: Linn quer ser tratada no feminino e explica tatuagem

Artista tem "ela" escrito na testa e explicou motivo do desenho após série de episódios de transfobia dentro do reality

24 jan 2022 17h10
| atualizado às 17h47
ver comentários
Publicidade
Linn da Quebrada é uma travesti e se identifica pelos pronomes femininos 
Linn da Quebrada é uma travesti e se identifica pelos pronomes femininos
Foto: Instagram/@linndaquebrada / Estadão

Durante a exibição do 'BBB22' neste domingo (23), Tadeu Schmidt aproveitou a conversa com os participantes para reafirmar questões importantes para a participante Linn da Quebrada. A artista é uma travesti e se identifica pelos pronomes femininos.

Linn, ou Lina, possui o pronome 'Ela' tatuado acima da sobrancelha e, após um questionamento do apresentador, revelou o motivo por trás do desenho.

"Eu fiz essa tatuagem por causa da minha mãe. No começo da transição, ela me tratava pelo pronome masculino", afirmou. Segundo Linn, ela brincava com a mãe dizendo que iria tatuar o pronome na testa e realmente o fez.

A artista destacou que a tatuagem acaba sendo uma indicação para todas as pessoas. "Ficou na dúvida? Lê, daí vocês lembram", disse se direcionando a todos os confinados da casa. O questionamento de Tadeu surgiu por conta de uma série de situações que aconteceram desde a entrada, na última quinta-feira, 20, da artista no programa.

Transfobia no 'BBB22'

Durante um almoço, Eslovênia se referiu a Linn por "ele" e foi prontamente corrigida pela própria artista. Porém, durante a festa no último sábado (22), a participante voltou a tratar Lina no masculino e a chamou de "amigo". Laís também se referiu desrespeitosamente à cantora. Em um dos torpedos secretos enviados pela médica, ela perguntava se Linn estava "solteiro".

Rodrigo usou um termo transfóbico, se referindo à travesti por "traveco". Ele logo foi repreendido pelos colegas e procurou por Linn no dia seguinte para que ela o ensinasse a utilizar os termos corretos. As equipes de Eslovênia, Rodrigo e Laís usaram as redes sociais para pedir desculpas pelos acontecimentos em nome dos participantes.

Estadão
Publicidade
Publicidade