PUBLICIDADE

Irregular, novela cumpriu missão de gerar audiência e tititi

Atuações brilhantes de atores veteranos foram o melhor de ‘O Outro Lado do Paraíso’

11 mai 2018 10h27
ver comentários
Publicidade

Chega ao fim a saga de Clara (Bianca Bin), a moça pobre que deu a volta por cima após ser estuprada pelo marido, internada a força num hospício pela sogra e traída por quem parecia ser seu príncipe encantado.

‘O Outro Lado do Paraíso’ foi uma novela baseada no sentimento de vingança embalado pelo ideal de justiça.

A identificação dos telespectadores com o martírio e, depois, a ascensão da protagonista explica parte do sucesso do folhetim no Ibope.

Quem nunca teve vontade de realizar uma revanche para massacrar os inimigos do passado?

O objetivo de uma novela é esse mesmo: fazer a maior parte do público se sentir representada na trama e, assim, garantir a fidelização da audiência.

Marieta Severo (Sophia), Bianca Bin (Clara) e Fernanda Montenegro (Mercedes): personagens magnéticas fizeram o público dar ótima audiência à Globo
Marieta Severo (Sophia), Bianca Bin (Clara) e Fernanda Montenegro (Mercedes): personagens magnéticas fizeram o público dar ótima audiência à Globo
Foto: Marília Cabral e Raquel Cunha/TV Globo / Divulgação

Neste aspecto, o autor Walcyr Carrasco mostrou eficiência. ‘O Outro Lado do Paraíso’ termina com mais audiência do que a antecessora, a igualmente bem-sucedida ‘A Força do Querer’.

O estilo mirabolante do novelista gerou vários momentos inverossímeis ou tão rocambolescos como os de um dramalhão mexicano.

Alguns personagens não funcionaram. A ‘aporrinhante’ Estela (Juliana Caldas) às vezes era mais desagradável do que a própria mãe opressora, a vilã Sophia (Marieta Severo).

A falta de carisma da personagem frustrou a expectativa pela discussão do preconceito contra portadores de nanismo.

Poucos telespectadores se comoveram com o drama existencial da jovem anã, que passou boa parte dos capítulos trancada em casa, sem função dramatúrgica.

Outro desperdício aconteceu com Lívia. Esperava-se uma vilã sexy e impiedosa.

Mas a ex-ninfomaníaca vivida por Grazi Massafera passou por uma redenção pouco crível e virou uma figura apagada e chorosa.

Bárbara Paz também teve uma personagem com trajetória acidentada. A ambiciosa Jô se perdeu no meio do caminho.

Em compensação, os noveleiros foram presenteados com momentos sublimes de veteranos dignos de elogios e aplausos.

A delicadeza das atuações de Fernanda Montenegro (Mercedes), Lima Duarte (Josafá) e Laura Cardoso (Caetana) inseriram poesia e extrema humanidade à produção.

Assim como Marieta Severo deu mais um show de competência diante das câmeras.

Nem as incongruências em algumas cenas de sua vilã foram capazes de prejudicar uma interpretação vigorosa e convincente.

Eliana Giardini também se destacou na pele da racista Nádia. A mistura de vilania com comicidade foi acertada.

Gloria Pires teve bons momentos como a alcoólatra Beth, assim como Ana Lúcia Torre (Adinéia) vivendo a mãe conservadora em busca da cura gay para o filho, e Nathália Timberg (Beatriz) em participação especial luxuosa.

‘O Outro Lado do Paraíso’ honrou o poder da teledramaturgia ao suscitar debates sobre questões emergenciais na sociedade brasileira.
Entre as quais, a violência contra a mulher, o assédio sexual contra crianças no ambiente familiar, a homofobia (internalizada e geral), a discriminação racial e a importância da doação de órgãos para salvar vidas.

A novela conseguiu gerar repercussão nas redes sociais e no boca a boca nas ruas – resultado que se tornou tão importante quanto a audiência aferida pelo Ibope.

Não foi uma novela perfeita, mas acima da média na comparação com tramas exibidas no principal horário de ficção da Globo nos últimos anos.

Veja também

Grazi Massafera de barrigão! Atriz mostra Lívia grávida em final de novela:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade