1 evento ao vivo

TV não perdeu importância para redes sociais, afirma Amorim

Apresentador do Manhattan Connection avalia que a televisão exerce imensurável influência no que é repercutido na internet

19 nov 2019
10h57
atualizado às 10h57
  • separator
  • 0
  • comentários

No domingo (17), o âncora Lucas Mendes destacou no Manhattan Connection, da GloboNews, a ampla cobertura televisiva nos Estados Unidos do inquérito do impeachment do presidente Donald Trump.

Ricardo Amorim ainda acredita no impacto de massa da televisão
Ricardo Amorim ainda acredita no impacto de massa da televisão
Foto: Instagram / Reprodução

Grandes emissoras cancelaram a programação habitual para exibir depoimentos de testemunhas do caso.

Mendes perguntou ao colega de programa Ricardo Amorim se a TV ainda exerce mais influência do que as redes sociais.

“É importante porque é o peso da imagem. Uma das coisas que as pessoas se enganam atualmente é com a impressão de que é televisão ou rede social. As duas funcionam mais e melhor juntas”, explicou o economista.

“A televisão é onde as pessoas veem e as redes sociais, onde repercutem, brigam, onde o ‘pau come’ depois, a partir de uma transmissão em massa na televisão.”

Ricardo Amorim ressaltou que, juntas, a TV e as redes sociais “têm mais impacto” do que atuando separadas.

O apresentador fala com a autoridade de quem transita de maneira bem-sucedida pelas duas plataformas.

Além de participar do Manhattan Connection desde 2002, ele é um dos maiores influenciadores do LinkedIn, a principal rede social de profissionais e negócios do planeta, e possui mais de 2,5 milhões de seguidores entre Twitter, Facebook, Instagram e YouTube.

A análise de Amorim chancela o crescimento do hábito da segunda tela: ver TV conectado a um dispositivo – smartphone ou tablet – para comentar a atração com outros telespectadores-internautas.

Esse comportamento se tornou popular durante a transmissão de novelas, telejornais, reality shows e talent shows de gastronomia. Quem assiste gosta de interagir simultaneamente na web.

No Brasil, a audiência da TV aberta tem oscilado bastante nos últimos anos, com períodos de perda de público e, em outros momentos, crescimento de domicílios com o aparelho ligado.

A instabilidade econômica dos últimos tempos fez milhões de familiares cancelarem a assinatura de canais pagos, para alegria das emissoras de sinal aberto como Globo, SBT, RecordTV, Band e RedeTV.

Veja também:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade