0

Sem espaço no JN, Bolsonaro busca aparecer em outros canais

Presidente concede mais entrevistas a programas populares depois da queda na aprovação do governo

9 abr 2020
10h41
atualizado às 12h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na quarta-feira (8), o 'Jornal Nacional' dedicou exatamente 1 minuto à repercussão do quinto pronunciamento em rádio e TV de Jair Bolsonaro a respeito da pandemia de covid-19. Não houve exibição de trechos do discurso. Os âncoras William Bonner e Renata Vasconcellos apenas comentaram algumas partes do texto lido pelo presidente. Os panelaços com gritos de "Fora Bolsonaro" ocuparam 1 minuto e 30 segundos da mesma edição, com imagens das ruidosas manifestações em 11 grandes cidades brasileiras.

Bolsonaro conversa com Datena na Band: a crescente audiência da TV interessa ao governo
Bolsonaro conversa com Datena na Band: a crescente audiência da TV interessa ao governo
Foto: Reprodução

Sem contar com a imensurável visibilidade no telejornal de maior audiência do País, e em guerra particular contra a Globo, Bolsonaro passou a aproveitar o espaço oferecido por outras emissoras. Ontem, ele voltou a conversar ao vivo com José Luiz Datena, do 'Brasil Urgente', da Band. Foi a segunda entrevista em menos de duas semanas.

De meados de março para cá, após a divulgação de pesquisas apontando queda na aprovação do governo, o presidente concedeu exclusivas também a Eduardo Ribeiro ('Domingo Espetacular', RecordTV), Ratinho ('Programa do Ratinho', SBT) e Sikêra Jr. ('Alerta Nacional', RedeTV!). Juntos, esses programas marcam cerca de 25 pontos de audiência. Em curva ascendente no Ibope, o 'Jornal Nacional' registra médias acima de 30 pontos.

Bolsonaro na tela da RecordTV, RedeTV! e SBT: a televisão voltou a ser fundamental para se fazer política
Bolsonaro na tela da RecordTV, RedeTV! e SBT: a televisão voltou a ser fundamental para se fazer política
Foto: Reprodução

Apesar de ter sua base de apoio nas redes sociais, Jair Bolsonaro sinaliza cada vez mais interesse em aparecer na televisão. Nas paradas quase diárias diante de apoiadores na portaria do Palácio da Alvorada, o presidente sempre conversa com os jornalistas das emissoras, nem que seja para debochar deles ou criticar a imprensa.

Pesquisa da Kantar Ibope revela que para 77% dos brasileiros a TV é o meio mais confiável para se obter informações a respeito do novo coronavírus. Nas últimas semanas, o consumo de telejornalismo aumentou 17% no Brasil.

Veja também: 

O drama das periferias brasileiras em meio à pandemia

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade