0

Ex-Globo, Wyllys diz que JN apresenta Moro como "santo"

Jornalista radicado no exterior divulga mensagem de Lula contra o ex-superministro e a emissora da família Marinho

26 abr 2020
11h17
atualizado às 11h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mesmo após renunciar ao terceiro mandato de deputado federal e deixar o Brasil por conta de ameaças de morte, Jean Wyllys continua a fazer política e jornalismo. Mestre em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), ele usa o Twitter para realizar ativismo, interagir com outros formadores de opinião e mobilizar seus mais de 860 mil seguidores. Um de seus alvos frequentes é a imprensa brasileira. Em especial, a Globo.

Na sexta-feira (24), Wyllys tuitou críticas à emissora por sua cobertura da demissão do agora ex-superministro Sergio Moro. Escreveu que o Jornal Nacional fez "esforço patético" para "transformar em 'santo' um canalha prevaricador amigo do presidente fascista até ontem".

Wyllys disparou contra Moro e acertou também a Globo de William Bonner ao comentar a nova crise política em Brasília
Wyllys disparou contra Moro e acertou também a Globo de William Bonner ao comentar a nova crise política em Brasília
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV (Fotos: Reproduções / YouTube e Agência Brasil / Divulgação

Em outro post, o professor-pesquisador na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, reforçou crítica ao canal e a Moro: "O jornalismo da Globo tenta fazer um reposicionamento de mercado de seu produto, que já era ruim quando apresentado (ignorante, fala mal, sem savoir faire nem know how, cafona). Porém, ele já está fora do prazo de validade: estragado pelo narcisismo fascista". A expressão francesa 'savoir-faire' e o termo em inglês 'know-how' significam saber fazer ou fazer com excelência.

Wyllys ainda retuitou uma mensagem do perfil oficial do ex-presidente Lula, também com ataque à principal emissora do clã Marinho em relação aos dois protagonistas da nova crise política no País: "Não pode haver inversão da história. O Bolsonaro é filho do Moro, e não o Moro cria do Bolsonaro. Nessa disputa toda, os dois são bandidos, mas é o Bolsonaro que é a cria e não o contrário. E os dois são filhos das mentiras inventadas pela Globo".

Em tweet de 16 de fevereiro, o ex-parlamentar já havia criticado o tratamento dispensado pela imprensa ao ex-juiz da Operação Lava Jato. "Respeito é algo que se conquista, não é concedido. Enquanto a imprensa comercial seguir com sua postura esquizofrênica em relação ao governo fascista (criticar o presidente, mas proteger os ministros da Economia e Justiça), merecerá as bananas que o fascista tem lhe mandado", escreveu, referindo-se também ao presidente Jair Bolsonaro.

Jean Wyllys ganhou fama instantânea em 2005 ao participar da quinta edição do reality show Big Brother Brasil, de onde saiu campeão. No mesmo ano, foi repórter do Mais Você de Ana Maria Braga. Em 2014, tornou-se apresentador do programa Cinema em Outras Cores, do Canal Brasil (Globosat), onde comenta curtas-metragens engajados com as reivindicações de gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis. Foi eleito deputado federal em 2010 e reeleito em 2014 e 2018. Após abrir mão de assumir o terceiro mandato, passou a se dedicar à carreira acadêmica, dividindo-se entre os Estados Unidos e a Europa.

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade