0

Depressão e redução de salário induziram ator ao suicídio

Conclusão é de amigos próximos que acompanharam o sofrimento em silêncio de Pedro Lima nos últimos tempos

23 jun 2020
11h35
atualizado em 24/6/2020 às 15h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O galã Pedro Lima se tornou a mais nova vítima famosa do chamado 'mal do século': a depressão. Ele lutava contra o transtorno emocional havia alguns anos. O público que o acompanhava na TV e nas redes sociais desconhecia seu inferno pessoal. Bonito, talentoso e atlético, estava sempre sorridente. Parecia feliz.

O artista morreu aos 49 anos no sábado (20). Seu corpo foi encontrado perto de uma praia, em Cascais, com perfurações no pescoço. A polícia diz que o próprio ator se feriu com a intenção de morrer. O funeral para apenas dez pessoas, por conta do protocolo sanitário imposto pela pandemia de covid-19, acontecerá nesta terça-feira (23).

Pedro Lima estava atormentado com a possibilidade de ver a família em dificuldade financeira
Pedro Lima estava atormentado com a possibilidade de ver a família em dificuldade financeira
Foto: Divulgação

Em 2018, Pedro Lima confessou ter passado por um período de questionamentos. "O que queria, o que era, quem era? Não tenho muita autoestima, ou não tinha por mim, e achava que nada era suficiente", relatou à revista TV Guia. "Tive alguns momentos de angústia muito grande."

A crise provocada pelo novo coronavírus agravou a aflição. Contratado do canal TVI, teve o salário mensal de 6 mil euros (cerca de R$ 35 mil) reduzido pela metade. De acordo com amigos, ele estava preocupado com a inevitável queda no padrão de vida da mulher e dos cinco filhos. Não suportava a ideia de não garantir o bem-estar da família.

Menos de três horas antes de ter o corpo localizado, enviou mensagens a pessoas de sua confiança. "Olhem pelos meus filhos", "Cuidem deles por mim", "Ajudem a minha família", pediu. A morte de Pedro Lima chocou até o presidente de Portugal. "Era um ator de quem todos gostávamos", lamentou Marcelo Rebelo de Sousa.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), 800 mil pessoas cometem suicídio a cada ano. Os homens representam a maioria. No Brasil, eles são 75% das pessoas que tiram a própria vida. A resistência em admitir problemas emocionais e procurar ajuda médica, devido ao machismo enraizado, explica essa incidência alarmante.

Veja também: 

Vitor Kley sobre novo álbum: "Salto na carreira"

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade