PUBLICIDADE

Titãs e Ceelo Green aquecem público para 'tiozões' do rock

23 set 2017 21h02
| atualizado às 23h06
ver comentários
Publicidade

O Rock in Rio chegou neste sábado ao seu penúltimo dia da edição de 2017 com um dos line-ups mais aguardados. Duas bandas de peso, que tem status de headliners, levaram grande público ao Parque Olímpico da Barra: os "tiozões" do rock The Who e Guns N' Roses. No entanto, antes dos shows dos dinossauros, Titãs e Ceelo Green aqueceram os presentes com shows importantes, repletos de sucessos das carreiras.

A banda paulista formada nos anos 80 foi a responsável por abrir o dia no palco Mundo e relembraram diversas fases da carreira, além de apresentarem três músicas novas. Com diversas baixas nos últimos anos - a última foi a saída de Paulo Miklos no ano passado - Sérgio Britto, Branco Mello e Tony Belotto usaram o festival para comemorar os 30 anos do clássico álbum 'Cabeça Dinossauro' e apresentaram seus novos integrantes: Beto Lee na guitarra e Mario Fabre na bateria.

Não faltaram hits que fizeram o público cantar e pular durante o show dos Titãs: "Lugar Nenhum", "Aluga-se", "Diversão", "Televisão", "Sonífera Ilha", "Homem Primata", "Flores", "Polícia" e "Bichos Escrotos" foram algumas delas.

Outra atração que aqueceu o público antes dos shows principais foi o cantor, rapper, produtor, ator, apresentador e até jurado do 'The Voice' EUA: Ceelo Green. O dono dos mega hits "Crazy" e "Fuck You" transformou o Sunset em pista de dança e também relembrou sucessos da parceria com o produtor Danger Mouse, com quem formava o duo Gnarls Barkley. A apresentação ainda teve o reforço de Iza, revelação da música pop brasileira,e do grupo brasileiro Quabales.

Ceelo Green convida Iza
Ceelo Green convida Iza
Foto: Marcelo Lopes/Estácio / Divulgação

Antes de Ceelo Green, um time bem variado vindo de várias tribos se apresentou e fez o público dançar no Sunset. O Quabales abriu o penúltimo dia de festival com muito ritmo e dança, ao lado da voz poderosa de Margareth Menezes. Em seguida, foi a vez do Rock in Rio prestar sua homenagem a Gilberto Gil, em show que reuniu o Cidade Negra com o Sound System, da equipe Digital Dubs, e a potência sonora dos metais do Maestro Spok. O grupo carioca tocou no festival pela terceira vez e Toni Garrido se mostrou bem à vontade ao cantar o repertório de Gil. 

Cidade Negra canta Gilberto Gil com Digital Dubs e Maestro Spok
Cidade Negra canta Gilberto Gil com Digital Dubs e Maestro Spok
Foto: Maurício Porão/Estácio / Divulgação

Também merece destaque o show do fenômeno colombiano Bomba Estéreo, que agradou o público com sua mistura de batidas e letras marcantes, elementos de hip-hop, cumbia e música eletrônica, e que teve ainda a participação da sensação do hip-hop nacional, Karol Conká. 

A noite ainda terá as apresentações do Incubus, quinteto de rock alternativo formado no início dos anos 90 e que alterna metal, hip hop e eletrônico, da lenda The Who, que toca no Brasil pela primeira vez em 53 anos de carreira, e, enfim, do Guns N' Roses, que se apresenta no festival pela quarta vez, mas agora chega com parte da sua formação clássica - Axl Rose, Slash e Duff McKagan - para relembrar grandes sucessos como "Sweet Child o’ Mine”, "Knockin' on Heavens Door" e “November Rain”.

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade