2 eventos ao vivo

"O rap nunca dependeu dos outros", diz Lurdez da Luz no Terra Live

29 mar 2012
16h45
atualizado às 18h28
  • separator

Reunindo os novos expoentes do rap nacional, o Terra Live Music desta quinta-feira (29) trouxe para a "roda" Lurdez da Luz, Kamau e Rashid. Antes de se apresentarem, a apresentadora Lorena Calábria perguntou sobre o crescimento do gênero Brasil em 2011.

"O rap nunca dependeu dos outros e sempre foi independente. Mas com esse crescimento todo mundo já sabe do rap. Você não precisa mais explicar o que é um MC. O Processo histórico está acontecendo", disse a única "mina" a se apresentar.

Antes de cantar , a primeira desta quinta-feira, Kamau disse que o boca a boca da internet ajudou o crescimento da cena. "As pessoas se organizam mesmo e depois que elas tiveram essa noção com a internet, com Facebook e Twitter, e com esse laço das ruas, o rap deu uma alavancada mesmo", explicou.

Rashid foi o segundo a se apresentar, com Que Assim Seja, e lembrou que com o aumento da popularidade do rap, o gênero está cada vez mais profissionalizado. "Hoje há muitas pessoas trabalhando nos bastidores. Há produtores fazendo o 'corre' de shows e trabalhos".

Lurdez da Luz começou com seu hit Andei e explicou que as batidas da música não é de sua autoria: "é uma composição de Hermeto Pascoal que gravamos. Gostaria que fosse minha, mas não é". A rapper também comentou da presença feminina no gênero. "Têm várias minas fazendo rap. Alguns dos meus rappers preferidos hoje são mulheres", disse.

Em seguida, Rashid assumiu o microfone na faixa Quero Ver Segurar. Além de discutir sobre como descobriram o rap na infância, Kamau também lembrou da organização na Galeria Olido. "Tinha o microfone aberto e as pessoas chegavam para batalhar. Eu também chamava as pessoas para ir, como o Emicida e a Lurdez. Ela é uma espécie de pioneira de ser a única mulher a chegar lá e cantar".

Kamau foi o próximo com Conexões Internacionais, música que trabalhou em parceria com Korede, produtor de Atlanta que trabalhou nos dois últimos lançamentos do rapper americano J-Live. A faixa também ganhou clipe, lançado no dia de seu aniversário, em 28 de fevereiro.

A sexta do dia foi Falou, de Rashid. Na música que fala sobre falsidade, o rapper lembrou que a batida foi criada por ele. Quem também apresentou música nova foi Lurdez da Luz, com Levante. Na apresentação, a rapper chamou a plateia para cantar o refrão.

Antes de encerrar com um freestyle em uma batida jazz, os convidados desta semana responderam perguntas dos internautas. Sobre a critica de que o rap não é mais engajado, Rashid defendeu que quer fazer música para todos os momentos. "Quero que minha música seja companheira. Quando a pessoas estiver triste, feliz e com raiva".

Kamau contou que continuam sendo cobrados. "A gente é cobrado, mas a gente surpreende falando de várias outras coisas. Antigamente o rap apontava, agora a gente se olha e falamos de nosso mundo, nossas sentimentos".

Andei, por Lurdez da Luz
Fonte: Terra
publicidade