0

Reggae jamaicano vira Patrimônio Mundial da Unesco

Entidade reconheceu contribuição para debate sobre "humanidade"

29 nov 2018
11h18
atualizado em 30/11/2018 às 17h53
  • separator
  • comentários

A Unesco transformou o reggae jamaicano em Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, em decisão anunciada nesta quinta-feira (29).

Julian Marley, filho do ícone Bob Marley, se apresenta em um show em celebração ao aniversário dos 69 anos do seu pai em Kingston, em 2014
Julian Marley, filho do ícone Bob Marley, se apresenta em um show em celebração ao aniversário dos 69 anos do seu pai em Kingston, em 2014
Foto: Gilbert Bellamy / Reuters

Segundo a entidade, o reconhecimento se deve à contribuição desse estilo musical, disseminado no mundo todo graças a artistas como Bob Marley, para o "debate internacional sobre questões de injustiça, resistência, amor e humanidade".

"Embora em seu estado embrionário o reggae tenha sido a voz dos marginalizados, o estilo é tocado e abraçado hoje por amplos setores da sociedade, incluindo vários grupos étnicos e religiosos", justificou a Unesco.

Nascido no seio de grupos marginalizados na sociedade jamaicana, principalmente na capital Kingston, o reggae é uma "amálgama de diversas influências musicais", incluindo ritmos caribenhos, latinos e norte-americanos.

Sua maior expressão é Bob Marley (1945-1981), que vendeu mais de 200 milhões de discos com sua música de protesto e liberdade.

Ouça o podcast Terra Entretenimento:

Veja também:

Reedição do melhor álbum de Bob Marley


   

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade