PUBLICIDADE

Roberto Carlos sofre duro golpe ao perder mais uma das mulheres de sua vida 

Aos 82 anos, o cantor está cada vez mais sozinho com a redução do seu pequeno núcleo de convivência

25 set 2023 - 08h39
Compartilhar
Exibir comentários

Roberto Carlos escolheu a dedo as mulheres com quem queria conviver, seja para relacionamento amoroso ou relação de trabalho. Mostrou-se um dedicado companheiro a todas elas nos melhores e piores momentos. 

A mais recente prova dessa lealdade foram os cuidados à sua fiel secretária Carmosina Silva, mais conhecida como Carminha. Chamada de “anjo da guarda” pelo artista, morreu aos 83 anos, no dia 23, após longa batalha contra o Alzheimer. 

O cantor havia instalado a funcionária em um apartamento perto de sua cobertura, na Urca, bairro da zona sul do Rio, onde ela recebia tratamento contra a doença neurodegenerativa. 

A relação deles começou na década de 1970, quando Carminha – amiga da mãe do ídolo, dona Laura – passou a cuidar das agendas pessoal e profissional de Roberto Carlos. 

Uma sucessão de mortes nos últimos anos abalou o cantor mais popular do Brasil. Em julho de 2022, ele lamentou a perda de sua assessora de imprensa. “Sincera, verdadeira, minha querida e grande amiga Ivone Kassu. Há mais de 40 anos comigo. Muita saudade”, postou em rede social. A profissional de comunicação morreu aos 66 anos de problema cardíaco. 

Fevereiro de 2021 trouxe ao intérprete de “Como é Grande o Meu Amor por Você” a tristeza pela morte de Irmã Fausta, professora de um colégio católico de Cachoeiro de Itapemirim (ES) que o ensinou a ler e escrever, e com quem manteve contato até o fim da vida dela, aos 98 anos. 

“Foi uma pessoa muito importante na minha vida... Eu a amo muito”, escreveu na época. Até hoje, RC usa dois medalhões com a imagem de Jesus presenteados pela religiosa. Um deles fez parte do hábito da freira por 25 anos. 

Em abril de 2011, o ‘Rei’ sofreu baque emocional com a partida repentina da filha do coração Ana Paula, do primeiro casamento de sua primeira mulher, Nice. Ela não resistiu a uma parada cardíaca. Estava com 45 anos. 

Exatamente 1 ano antes, o cantor havia enterrado a mãe, dona Laura, a famosa Lady Lara da canção homônima. Fragilizada por diferentes complicações de saúde, morreu aos 96 anos. 

O ídolo romântico estava em turnê nos Estados Unidos. O enterro, no Rio, aconteceu no dia do aniversário dele. Diante do caixão da mãe, cantou aos prantos a música composta em homenagem a ela. 

Dezembro de 1999 marcou um dos mais profundos sofrimentos vividos pelo cantor. Sua terceira mulher, Maria Rita, não resistiu a um câncer agressivo. Estava com 38 anos. Abalado, o artista demorou a retomar a carreira. 

Em maio de 1990, ele se despediu para sempre da ex-mulher e amiga Nice, vítima de câncer de mama. No casamento, tiveram dois filhos, Dudu (vítima de câncer aos 52 anos em setembro de 2021) e Luciana.

Para suportar a dor de todas as perdas, Roberto Carlos recorreu à fé. Católico, frequenta a Igreja Nossa Senhora do Brasil, a poucos passos do prédio onde mora. Rezar traz algum conforto pelo vazio deixado por pessoas tão amadas.

Roberto Carlos com Nice, Ivone Kassu, Carminha, Maria Rita, Irmã Fausta e dona Laura: o 'Rei' está em constante luto pela morte de mulheres queridas de sua vida
Roberto Carlos com Nice, Ivone Kassu, Carminha, Maria Rita, Irmã Fausta e dona Laura: o 'Rei' está em constante luto pela morte de mulheres queridas de sua vida
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade