0

Rafinha Bastos declara apoio ao humorista Nego Di

Ex-BBB saiu com 98,76% dos votos, maior índice de rejeição da história do programa

18 fev 2021
10h10
atualizado às 10h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após a saída de Nego Di do Big Brother Brasil 21, da TV Globo, o humorista Rafinha Bastos usou as redes sociais para fazer uma avaliação do colega gaúcho e comediante dentro e fora da casa.

Os humoristas Rafinha Bastos e Nego Di
Os humoristas Rafinha Bastos e Nego Di
Foto: Instagram/@rafinhabastos/@bbb / Estadão

"Que o Nego Di entenda que a única saída agora é não se levar a sério", aconselhou Rafinha em postagem no Twitter.

Ele, que é ex-integrante do programa CQC, da Band, analisou que Nego Di não soube aproveitar a oportunidade para demonstrar ao Brasil o seu potencial humorístico durante o reality. "Tem que rir de si mesmo... fazer humor, coisa que ele não conseguiu nem na casa e nem hoje na Ana Maria Braga", ensina.

Rafinha Bastos sempre se envolveu em polêmicas. Tudo começou em 2011, quando o comediante foi processado por Wanessa Camargo e o marido por causa de uma piada feita durante apresentação do programa CQC. Na ocasião, quando a cantora estava grávida, o humorista disse que "comeria Wanessa e seu bebê". Cinco anos depois, após vencer o processo, o casal decidiu doar os R$ 150 mil pagos por Rafinha a uma instituição de caridade em Goiás.

Em 2017, Rafinha defendeu o direito de expressão de grupos envolvidos em manifestações nazistas e racistas na cidade de Charlottesville, nos Estados Unidos. Após a repercussão negativa, o comediante fez um vídeo no YouTube pedindo desculpas: "Tem duas palavrinhas que agora eu preciso dizer a respeito do que falei naquele vídeo: eu errei".

Agora, Rafinha Bastos torce para que Nego Di reflita sobre seus posicionamentos no Big Brother Brasil 21 e que seja capaz de dar a volta por cima após o recorde de rejeição do público: "Espero que ele acorde e faça sucesso com o show '98%'. No que eu puder ajudar, tô aqui", concluiu. Além da publicação no Twitter, o comediante compartilhou a mensagem no Instagram e fez uma série de stories analisando o caso.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade