PUBLICIDADE

Gaspard Ulliel (1984-2022)

19 jan 2022 16h12
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Chanel / Pipoca Moderna

O ator francês Gaspard Ulliel, que viveu Yves Saint Laurent e Hannibal Lecter no cinema, morreu nesta quarta (19/1), após um grave acidente de esqui nas encostas da região de Sabóia, na França. Ele colidiu com outro esquiador em um cruzamento entre duas pistas e sofreu um grave trauma cerebral. Tinha 37 anos.

Com uma carreira repleta de trabalhos marcantes, Ulliel ainda será visto na série "Cavaleiro da Lua", da Marvel, que estreia em 30 de março.

Trabalhando desde a infância na TV francesa, ele estreou no cinema com o terror de época "Pacto dos Lobos" (2001) e em dois anos virou protagonista, estrelando "Anjo da Guerra" (2003), de André Téchiné.

Destacou-se em seguida em "Eterno Amor" (2004), de Jean-Pierre Jeunet, ao lado de Audrey Tautou, num desempenho que lhe rendeu o César (o Oscar francês) de Ator Mais Promissor. E foi assim que chamou atenção de Hollywood, que o escalou em "Hannibal, a Origem do Mal" (2007) como a versão adolescente de Hannibal Lecter, personagem que havia rendido o Oscar a Anthony Hopkins.

Ele ainda filmou em inglês "A Sorte do Vinicultor" (2009), da neozelandesa Niki Caro, contracenando com Vera Farmiga, e estrelou a adaptação de Marguerite Duras "Uma Barragem Contra o Pacífico" (2008). Mas o fracasso de "Hannibal, a Origem do Mal" teve impacto negativo em sua ascensão, só sendo superado em 2014 com o lançamento de "Saint Laurent", a segunda cinebiografia do estilista de moda lançada naquele ano, que deixou a primeira envergonhada.

O reconhecimento se deu em sua primeira indicação ao César na categoria de Melhor Ator, prêmio que ele acabou vencendo dois anos depois. A vitória se deu pelo papel de um escritor com doença terminal que reencontra a família para se despedir em "É Apenas o Fim do Mundo" (2016), do canadense Xavier Dolan.

Mais recentemente, protagonizou "A Revolução em Paris" (2018), sobre a Revolução Francesa, e "Sibyl" (2019), como o amante ilícito de Adèle Exarchopoulos.

O ator deixou finalizada sua participação na série "Cavaleiro da Lua" como o Homem da Meia-Noite, um dos primeiros vilões enfrentados pelo personagem dos quadrinhos.

Sua morte repentina chocou a França. Pierre Niney, que estrelou a versão rival de Yves Saint Laurent no cinema, disse estar "de coração partido". "Gaspard era benevolência e bondade. Beleza e talento", escreveu no Twitter.

O primeiro-ministro, Jean Castex, disse que "Gaspard Ulliel cresceu com o cinema e o cinema cresceu com ele. Eles se amavam perdidamente".

A ministra da Cultura, Roselyne Bachelot, acrescentou: "Sua sensibilidade e a intensidade de sua atuação fizeram de Gaspard Ulliel um ator excepcional. O cinema perde hoje um talento imenso. Envio minhas condolências a seus entes queridos e meus pensamentos a todos aqueles que choram sua perda".

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade