1 evento ao vivo

Xbox Brasil demite apresentadora após ela sofrer ameaças

Isadora Basile foi desligada da empresa após sofrer ataques e ameaças da própria comunidade de fãs da empresa

16 out 2020
19h17
atualizado em 17/10/2020 às 10h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Apresentadora do Xbox Brasil desde setembro deste ano, Isadora Basile, de 18 anos, foi demitida pela Microsoft. A informação foi confirmada pela própria influenciadora em uma rede social nesta sexta-feira (16). Segundo Isadora, o desligamento ocorreu para que ela não fosse mais exposta a ameaças da própria comunidade de fãs da marca.

Isadora Basile, 18 anos, ficou pouco mais de um mês no cargo de apresentadora da Xbox Brasil
Isadora Basile, 18 anos, ficou pouco mais de um mês no cargo de apresentadora da Xbox Brasil
Foto: Redes sociais / Reprodução

Em sua publicação, Isadora relatou que sofreu “ameaças de estupro, morte e julgamentos por expor situações mais tensas” desde sua contratação. Muitos usuários também a criticaram por não ser “digna” do cargo, pois ela já foi usuária de PlayStation.

Ela continua dizendo que aprendeu a lidar com os ataques “graças ao apoio da minha família, namorado e amigos”. Entretanto, os discursos de ódio continuaram acontecendo, afirma.

“Devido a todos esses ataques, a Microsoft encontrou como melhor opção me desligar do cargo de apresentadora para que eu não esteja mais exposta a situações como essas”, escreveu. “Respeito à decisão da marca. Meu amor pela Xbox/Microsoft continua firme, como sempre esteve”, finaliza.

Mensagem publicada por Isadora Basile em rede social
Mensagem publicada por Isadora Basile em rede social
Foto: Redes sociais / Reprodução

Às 22h37min, a Xbox Brasil enviou o seguinte posicionamento à reportagem: “Fizemos algumas mudanças em nossa estratégia de conteúdo original de Xbox no Brasil, resultando em menos canais. Agradecemos a Isadora Basile e a talentosa equipe da agência por sua criatividade e contribuição ao Xbox News".

A nota continua: "o portal Xbox Wire passa a ser nossa única fonte de notícias e conteúdo de alto impacto. O canal XboxBR continuará experimentando novas maneiras de entreter os gamers brasileiros”.

A empresa não se pronunciou a respeito dos ataques citados por Isadora em sua publicação.

Dois outros episódios recentes envolvendo os fãs da comunidade Xbox geraram grande repercussão. Em maio, um jornalista da ESPN sofreu ataques de ódio ordenados após comemorar a presença de personagens negros em Valorant. Em junho, um meme sobre o movimento Vidas Negras publicado pelo canal Xbox Mil Grau (na época, com mais de 170 mil inscritos no YouTube) foi o estopim para jogadores exigirem posicionamentos da Microsoft. A hashtag "#XboxApoiaRacista" permaneceu entre os termos mais comentados do Twitter durante dias.

Na época, a empresa pediu a remoção do nome do console do canal e, através de um comunicado, afirmou que tinha como valores fundamentais “respeito, diversidade e inclusão”, e que repudiavam “todo e quaisquer atos de discriminação e violência que firam esses princípios”.

Veja também:

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade