1 evento ao vivo

Amazon quer lançar a 'Netflix dos games', diz site

Streaming de games deve ter em breve competição entre Google, Microsoft e Nvidia

11 jan 2019
17h02
atualizado às 17h15
  • separator
  • comentários

Líder do varejo online e de serviços em nuvem, a Amazon tem um novo alvo: o mercado de games. A empresa está desenvolvendo um novo serviços de streaming de jogos, algo nos moldes do que a Sony já oferece com PlayStation Now, segundo o site The Information.

Logo da Amazon em Berlim
22/11/2018 REUTERS/Fabrizio Bensch
Logo da Amazon em Berlim 22/11/2018 REUTERS/Fabrizio Bensch
Foto: Reuters

Isso colocaria a empresa numa competição que deve incluir em breve Google, Microsoft e Nvidia. No momento, a Amazon estaria conversando estúdios de games interessados em distribuir seus títulos. O serviço dispensaria consoles, mídia física e download de jogos. Seria uma espécie de Netflix dos jogos.

O novo serviço seria mais um tentáculo da empresa de Jeff Bezos em serviços que dependem da nuvem — ela já oferece filmes, programas de TV e música. Além disso, assinantes do Amazon Prime já tem acesso ao Twich Prime, serviço que mensalmente garante jogos gratuitos e itens digitais nos jogos.

Além disso, a Amazon possui infraestrutura invejável de servidores e centros de dados, essenciais para um serviço de streaming confiável. A divisão de nuvem da Amazon tem 40% do mercado global, segundo a consultoria Trefis, além de ser responsável por 56% do lucro operacional da empresa.

Não existe data para o lançamento do serviço — a Amazon nem confirma a sua existência. Porém, o próprio site da companhia anuncia vagas de trabalho na área. Na descrição, um dos anúncio diz que procura alguém para ser a "liderança técnica" que criará a fundação de negócio de jogos AAA ainda não anunciado.

A novidade chega na semana que em que Jeff Bezos tornou público o seu divórcio, o que causou apreensão no mercado. Analistas temem que ele se afaste da empresa, o que poderia derrubar as ações da empresa que nesta semana se tornou a mais valiosa do mundo.

Veja também:

 

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade