PUBLICIDADE

Pedro Pascal diz que teve medo de estrelar 'The Last of Us'

O protagonista foi recebido com gritos e entusiasmo no painel da HBO Max

3 dez 2022 - 19h32
(atualizado às 20h05)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Twitter/HBO Max Brasil / Pipoca Moderna

O painel da HBO na CCXP 22 deixou claro que Pedro Pascal ("Mulher-Maravilha 1984") é um ídolo no Brasil. O ator chileno foi recebido com gritos de "Pedro! Pedro! Pedro!", ao entrar no palco Thunder com a equipe da vindoura série "The Last of Us".

O criador da atração (e também de "Chernobyl") Craig Mazin comentou a recepção eufórica: "Já tinha ouvido falar que os brasileiros tinham muita energia, mas não sabia que seria nesse nível".

Pascal, por sua vez, agradeceu ao público e disse que ainda não acreditava que estava em São Paulo pra promover seu novo trabalho. Ele comentou que teve receio de estrelar a adaptação de um jogo tão adorado, mas superou por a produção contar com o criador do game, Neil Druckmann, que ajudou a trazer para a série os momentos mais amados pelos fãs.

"Deu medo, mas também foi especialmente eletrizante", contou. "Tem uma cena inclusive que é a minha favorita, mas não posso dizer mais nada além disso", explicou o intérprete de Joel.

Assim como no jogo da Naughty Dog, a trama da série se passa 20 anos após a destruição da civilização por um vírus e acompanha o personagem de Pascal, Joel, um sobrevivente endurecido, que recebe a missão de contrabandear uma adolescente chamada Ellie de uma zona de quarentena até cientistas distantes. A garota pode ser a chave para curar a humanidade. Mas o que começa como um pequeno trabalho logo se torna uma jornada brutal, conforme os dois atravessam os Estados Unidos e passam a depender cada vez mais um do outro para sobreviver.

Como não poderia deixar de ser, quem também recebeu muitos aplausos foi Bella Ramsey ("Game of Thrones"), que vive Ellie na série. Ela foi recebida de pé pelos fãs.

Mazin aproveitou para alertar ao público que a relação de Joel e Ellie na trama "é de partir o coração". Todo mundo que jogou o game sabe disso. Mas parece que há surpresas. "É o que o Neil construiu no jogo e um pouco mais", disse o produtor.

Pascal pegou a deixa para elogiar sua colega de elenco, dizendo que eles deram as mãos e seguiram a história praticamente sozinhos na maior parte do tempo. "Eles são espelhos um do outro, o que é uma coisa muito assustadora", comentou.

Já a atriz de 19 anos afirmou não ter se preocupado com a escalação. "Eu sabia das implicações de conseguir esse papel. Por exemplo, vir aqui para o Brasil ver vocês! Está sendo incrível, então eu não tinha com o que me preocupar", garantiu.

"Ellie tem sido a melhor personagem que já interpretei", ela continuou. "Era algo de que eu realmente esperava fazer parte".

Só que ela contou que desobedeceu o produtor na primeira orientação que recebeu. Ele havia lhe pedido que não jogasse o game antes de interpretar Ellie e ela foi correndo para o console. Mas Mazin disse não ter se incomodado com essa desobediência, porque ficou muito feliz com o desempenho dos atores.

Ramsay explicou que o game a ajudou a entrar na personagem. "Superficialmente, Ellie parece ser forte, poderosa, mas tem uma grande vulnerabilidade no fundo".

Quem também jogou muito "The Last of Us" foi o ator Gabriel Luna ("O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio"), que vive Tommy na série.

"Quando eu soube que faria o Tommy fui correndo jogar o game", admitiu. "Não conseguia parar. Minha mulher pedia para eu levar o lixo para fora e eu dizia: 'desculpe, amor, estou trabalhando agora'. E estava", brincou.

O produtor então confirmou que toda a equipe da produção era fã do jogo, e que a série foi feita de fãs para os fãs. Mas ressaltou: "Haverá momentos que os fãs reconhecerão do jogo e outras grandes surpresas que vão surpreender a todos".

Por sinal, um dos segredos guardados por Mazin diz respeito à personagem misteriosa de Melanie Lynskey ("Yellowjackets"). O produtor só disse que "o público ou vai amá-la ou odiá-la".

"Uma das coisas mais fascinantes sobre 'The Last of Us' é que as sombras podem não ser tão ruins assim. E a luz nem tão boa assim", ele falou, de forma enigmática, antes de encerrar o painel pedindo para o público cantar parabéns para sua esposa, que fazia aniversário.

"The Last of Us" tem estreia marcada para 15 de janeiro na HBO e na HBO Max.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade