PUBLICIDADE

Colecionáveis da CCXP são retidos pela receita federal

Como isso, o estande em que seriam vendidos exibe apenas papéis com as imagens impressas

1 dez 2022 - 19h08
(atualizado em 2/12/2022 às 16h51)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/CCXP / Pipoca Moderna

Um lote importado de bonecos colecionáveis da Funko, conhecidos por seus cabeções desproporcionais, foram retidos pela receita federal ao desembarcarem no Brasil. Eles seriam vendidos na CCXP (Comic Con Experience), que começou nesta quinta, 1º.

Como resultado, o estande em que seriam vendidos exibe apenas papéis com as imagens impressas.

Ao todo, foram detidos 16 modelos de diferentes personagens, como Adão Negro, Coringa, Loki e mais, que seriam vendidos de forma exclusiva aos visitantes do evento em São Paulo.

O mais barato custava R$ 249 e o mais caro R$ 609.

Quem busca os bonecos no estande, está recebendo a instrução de comprar o modelo desejado e deixar os dados do endereço para posteriormente recebê-los em casa.

Em comunicado, os organizadores da CCXP disseram esperar resolver a situação em poucas horas.

"Esperamos que os produtos exclusivos da Funko estejam fisicamente disponíveis na CCXP 2022 na sexta-feira, 2, no entanto os clientes já podem comprar em primeira mão no estande com frete grátis e um brinde exclusivo para qualquer lugar do Brasil", diz o texto oficial.

Veja abaixo os modelos dos bonecos anunciados pela CCXP.

Foto: Reprodução / Pipoca Moderna
Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade