PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

CCXP: Prime Video confirma ação e fantasia como base de suas séries

Em painel e coletiva de imprensa, serviço de streaming deu destaque para 'Periféricos', 'Jack Ryan', 'Roda do Tempo' e 'Os Anéis do Poder'

4 dez 2022 - 18h35
(atualizado às 20h10)
Compartilhar
Exibir comentários

Durante a CCXP22, o Amazon Prime Video apostou firme em quatro títulos de seu catálogo - seja em painéis, coletiva de imprensa ou no estande. São eles: Periféricos, ficção científica com Chloë Grace Moretz; Jack Ryan, série de ação que já caminha para o seu fim; e duas produções medievais, com A Roda do Tempo e O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder. É um caminho claro do streaming, que cada vez mais traz grandes produções nesses gêneros.

O mais interessante, porém, é como algumas delas estão provocando reflexões profundas a partir de reações nem sempre positivas do público. No caso da série inspirada na obra de J.R.R. Tolkien, por exemplo, o ator porto-riquenho Ismael Cruz Córdova recebeu uma série de comentários racistas de "fãs" que não admitiam a existência de um elfo negro. Hoje, ele e o elenco mostram que estão satisfeitos com discussões que a série está levando ao público.

"Acredito que diversidade é algo importante até mesmo para a saúde mental das crianças. É necessário que elas possam sonhar e olhar para pessoas como nós, representadas de maneira elegante, bem diferente de outras imagens que existem por aí", disse o ator, durante coletiva de imprensa. "É ótimo podermos falar sobre esse assunto, mas espero que a gente não precise mais falar disso. Que a gente chegue aqui e fale sobre processo criativo".

Periféricos, estrelada por Chloë Grace Moretz, é uma ficção científica predominantemente feminina: não só tem uma protagonista mulher, como também é criada por Lisa Joy, a mente criativa de Westworld. "Não sigo uma agenda", disse a produtora, durante coletiva de imprensa com a presença do Estadão. "Esse é o meu mundo e, no meu mundo, as mulheres sempre são poderosas. É um reflexo do que elas são para mim".

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade