PUBLICIDADE

Jim Carrey 60 anos: 10 filmes para conferir a versatilidade do ator

Um dos principais nomes da comédia no cinema também foi premiado por suas atuações dramáticas

17 jan 2022 15h10
ver comentários
Publicidade

Jim Carrey comemora seu aniversário de 60 anos nesta segunda-feira, 17. Considerado um dos principais nomes do humor nos anos 1990, quando protagonizou Ace Ventura, O Máskara, Débi e Lóide e O Pentelho. Inspirado em nomes como Jerry Lewis, Gene Kelly, Fred Astaire, o ator manteve o nível das atuações nas décadas seguintes e fez diversos outros trabalhos elogiados.

Jim Carrey em cena do filme 'O Show de Truman', de 1998
Jim Carrey em cena do filme 'O Show de Truman', de 1998
Foto: Paramount Pictures/Divulgação / Estadão

O artista também proporcionou ao público algumas atuações convincentes em filmes de drama ao longo da carreira, como O Show de Truman. Questionado sobre o porquê de mudar de rumo e se arriscar em seu primeiro grande filme fora do mundo da comédia, em junho de 1998, respondia ao Estadão: "Porque sou capaz. Porque os estúdios me deixaram fazer. Ninguém gosta de fazer sempre a mesma coisa e estava esperando essa oportunidade. O que meu público deve entender é que ele, um dia, vai se cansar de mim se eu não mudar. Um ator nunca se sente completo mostrando uma só faceta de sua personalidade".

Relembre abaixo alguns filmes para conferir a versatilidade de Jim Carrey.

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004)

Um casal recém-separado resolve apostar em um tratamento inovador para apagar as lembranças do ex. Esse é o ponto de partida para o envolvente drama que se constrói em meio a muitos flashbacks, justamente das memórias que precisam ser deletadas. O diretor Charlie Kaufman recebeu o Oscar de melhor roteiro original pelo longa, e Kate Winslet (atenção às cores do cabelo de sua personagem ao longo da trama, essencial para compreender a cronologia dos acontecimentos) foi indicada na categoria de melhor atriz, mas Jim Carrey não foi lembrado pela Academia.

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças está disponível para assistir no Globoplay, HBO Max, YouTube e Star+.

Débi e Lóide (1994)

O nome original do filme, Dumb & Dumber, é algo como "Idiota e Mais Idiota". O nome do personagem de Carrey, Lloyd Christmas, permitiu o trocadilho na versão dublada, em que seu parceiro, Harry [Jeff Daniels], é chamado de Débi. O ator interpreta um motorista cuja inteligência não é o forte e, ao deixar uma cliente pela qual se apaixona em um aeroporto, decide cruzar os Estados Unidos em um carro com formato de cachorro para entregar uma mala esquecida por ela. O que ele não imagina é que, na verdade, tratava-se do pagamento do resgate de um sequestro.

Na década de 1990, o crítico Luiz Carlos Merten avaliou o longa no Estadão: "O filme é uma comédia pastelão cheia de piadas escatológicas. O público adorou e Carrey viu consolidada a posição de astro que conquistou em O Máskara. Não é programa para fãs de comédias sutis. Mas, afinal, não é delas que o público gosta. O público já mostrou que gosta mesmo é das caretas de Carrey".

Uma esperada sequência foi lançada 20 anos depois, em 2014, e vale a pena ser conferida por quem gostou do primeiro filme. Há, ainda, um filme de 2003 mostrando como os amigos se conheceram, porém, com outros atores, não mantém o mesmo nível.

Débi e Lóide está disponível para assistir no YouTube e na Apple TV+.

Débi e Lóide 2 está disponível para assistir no Globoplay.

O Show de Truman (1998)

Um bebê é adotado por uma grande empresa de TV e tem toda a sua vida transmitida em um reality show. Todos os seus amigos, colegas, conhecidos e romances não passam de atores, que sempre encontram uma maneira de inserir os produtos dos patrocinadores na conversa. É esta a trama de O Show de Truman, em que Jim Carrey vive o protagonista Truman Burbank, um homem comum que começa a se dar conta de várias coisas estranhas que ocorrem no seu cotidiano.

Em outubro de 1998, Jim Carrey falava sobre sua relação com o personagem em entrevista ao Estadão: "Um inocente que é jogado nesse mundo viciado no voyeurismo, algo que tornava o filme muito atroz. Truman é um homem inocente. Ao contrário do Jim Carrey [Risos], que veio ao mundo procurando a fama, Truman desconhece os mecanismos de ser uma celebridade internacional. Sei o que é ser seguido, vigiado e toda essa coisa maravilhosa que acontece com as pessoas famosas. Muita gente comenta a história da princesa Diana [morta em acidente de carro nos anos 1990]. O fato é que alguém vem atrás de você num comboio de motos e flashes. Difícil é essa situação não provocar-lhe a reflexão. Você vê o sangue quente subir e não há Cristo que o faça tomar a decisão correta"

Também ao Estadão, o diretor do longa, Peter Weir, elogiava o trabalho do protagonista: "Jim é muito inventivo. Talvez essa seja sua melhor qualidade como ator. Foi ele quem apareceu com a frase 'bom dia e, caso eu não veja você mais hoje, uma boa tarde e uma boa noite'. Nunca tentei podar seu estilo. Quando achava que o que ele estava fazendo não ia funcionar, alertava-o muito mais tarde, para não inibi-lo da próxima vez. Nada faz um melhor profissional do que a vontade de arriscar. Nada pode ser considerado proibitivo antes de tentarmos. No meu caso não custava muito. Era só um pouco mais de filme, iluminar e mandar ver com o talento de Jim".

"A TV vende um estilo de vida para os jovens. Estou certo de que também em seu país ocorre isso. A diferença entre o que é realidade e ficção se torna a cada dia mais confusa de ser apontada. Filmes, então, estão começando a refletir sobre esses aspectos do 'nada é real', 'tudo está à venda'. Vivemos tempos hiperestranhos. Vários diretores disseram-me que O Show de Truman é estranho. 'Não, não é', respondi. Meu filme é extremamente convencional. Uma história de amor, a fuga, a procura da verdade e da liberdade. Estranho é o contexto, o momento em que vivemos", continuava, sobre o tema do longa.

O Show de Truman está disponível para assistir no YouTube, HBO Max e Globoplay.

Todo Poderoso (2003)

Bruce Nolan é um repórter de TV que, em determinado dia, encontra com Deus e recebe a incumbência de se tornar o próprio 'todo poderoso' na Terra. O dilema entre usar o dom divino para seu benefício próprio ou ser altruísta faz a história girar. Destaque às cenas em que dialoga com Deus, interpretado por Morgan Freeman, e em que vai descobrindo seus poderes ao som de The Power (clássico da eurodance do grupo Snap!, com sample de Jocelyn Brown).

Todo Poderoso está disponível para assistir no Star+.

O Mundo de Andy (1999)

O filme, que retrata a vida do comediante norte-americano Andy Kaufman (1949-1984), traz uma das mais elogiadas atuações da carreira de Carrey. Inclusive, consta que o ator chegou a 'encarnar' o humorista inclusive fora das gravações, gerando situações constrangedoras nos bastidores - o que é revelado em Jim e Andy, documentário lançado em 2017 que junta o making of gravado na época com uma nova entrevista com o protagonista. "Quando o filme tinha acabado, eu mal podia lembrar quem eu era mais", ele relata.

Em 1998, ao Estadão, chegou a comentar sobre como pensava que grupos feministas - com quem Andy Kaufman tinha desavenças - receberiam o filme: "Todos nós aprontamos com as mulheres, não é mesmo [Risos]? Andy admitiu para todo o mundo que não podia lutar contra um homem e aí resolveu ser rude com as mulheres. Que tipo de egomaníaco faz uma coisa dessas? Esse é um dos aspectos fortes da história, porque Andy era um homem bravo, uma criatura politicamente incorreta de mão cheia".

O Mundo de Andy não está disponível para assistir nos principais serviços de streaming atualmente.

Jim e Andy está disponível para assistir na Netflix.

O Máskara (1994)

Quando encontra uma antiga máscara e resolve colocá-la em seu rosto, Stanley Ipkiss, um bancário que mora com seu cãozinho e não tem uma vida de grande destaque, acaba se transformando no personagem título do filme, com rosto verde, jeito tresloucado e roupas espalhafatosas. Com alguns efeitos visuais que dão um ar bizarro e dinâmico, sua forma de interação muda completamente. "Meu pai era um homem muito bondoso e amável que trabalhava como contador para sustentar a família. Há muita coisa dele no reprimido Stanley Ipkiss, de O Máskara", relatava Jim Carrey sobre a composição do personagem, em 1995.

O Máskara está disponível para assistir no HBO Max e na Netflix.

Batman Eternamente (1995)

No estrelado filme do homem-morcego lançado em , Jim Carrey vestiu o figurino verde repleto de interrogações para dar vida ao misterioso e maluco vilão Charada. Em 1995, questionado sobre o fato de ter, outro vilão do filme 'roubado a cena' de Tommy Lee Jones, o Duas Caras do filme, desconversava: "Não roubei nada. Não gosto de pensar que as pessoas com as quais trabalho são ladras em potencial, e rezo para que não pensem isso de mim".

Em 2020, o crítico David Betancourt, do The Washington Post, refletiu sobre a atuação do ator em ocasião dos 25 anos do lançamento da obra: "Há Jim Carrey fazendo, bem, o papel de vilão exagerado que ele ainda é pago para fazer em 2020. Considerando que Carrey deixou claro que [Tommy Lee] Jones não o suportava, é um prazer ver os dois tentando se superar nas muitas cenas juntos".

Batman Eternamente está disponível para assistir no HBO Max e no YouTube.

Kick-Ass 2 (2013)

Na sequência do filme de super-herói que mistura humor e ação, o patriota Coronel Estrelas, personagem de Jim Carrey, certamente pesa mais para a ação - e se sai muito bem. Curiosamente, o ator já deu declarações indicando que, após as gravações, mudou de ideia quanto às cenas que fez.

"Eu fiz Kick-Ass 2 um mês antes de Sandy Hook [escola dos Estados Unidos que foi alvo de atentado a tiros] e agora em boa consciência eu não posso apoiar aquele nível de violência. Minhas desculpas aos outros envolvidos com o filme. Eu não estou envergonhado dele, mas eventos recentes causaram uma mudança no meu coração", publicou em seu Twitter.

Kick-Ass 2 está disponível para assistir no YouTube, Apple TV+ e Star+.

O Grinch (2000)

Irreconhecível, Carrey interpreta o monstro verde recluso e mal-humorado que dá nome ao filme e sai de sua caverna para tentar estragar o Natal dos moradores de uma cidade. Mesmo não sendo um dos melhores roteiros com os quais trabalhou, o ator consegue chamar atenção em atuações competentes sobretudo nas cenas em que conversa sozinho ou com seu cachorro.

O Grinch está disponível para assistir no YouTube, Netflix e Globoplay.

Desventuras em Série (2004)

No longa baseado em três livros da saga Desventuras em Série, o ator dá vida ao vilão Conde Olaf, maior pesadelo no caminho das três crianças protagonistas. Entre as vilanices, é claro, surgem alguns 'momentos Jim Carrey', como o em que imita um dinossauro.

Desventuras em Série está disponível para assistir na Netflix.

Estadão
Publicidade
Publicidade