PUBLICIDADE

Por igualdade, Salma Hayek pede que atores ganhem menos

14 mai 2018 10h41
| atualizado às 10h47
ver comentários
Publicidade

A atriz Salma Hayek, voz destacada na campanha contra o assédio sexual na indústria do cinema, disse no domingo que seus colegas homens deveriam receber salários menores para equiparar seu pagamento ao das mulheres, que são cronicamente mal remuneradas.

 Salma Hayek em Cannes 13/5/2018 REUTERS/Regis Duvignau
Salma Hayek em Cannes 13/5/2018 REUTERS/Regis Duvignau
Foto: Reuters

Um dia depois de se unir a dezenas de mulheres do cinema, entre elas Jane Fonda e Cate Blanchett, em uma manifestação no Festival Internacional de Cinema de Cannes em apoio à luta pelos direitos das mulheres, Salma disse em uma coletiva de imprensa: "Os atores têm que dizer 'Tudo bem, o tempo acabou. Tive uma boa fase, mas agora também é hora de ser generoso com as atrizes dos filmes'".

A questão da igualdade se tornou um tema recorrente no festival, o primeiro a acontecer desde que alegações de assédio sexual contra algumas das figuras mais notórias de Hollywood vieram à tona no ano passado.

"Todos nós temos que ser parte do ajuste. Essa é uma ideia. Eu serei odiada por isto. Espero conseguir um emprego depois disto!", disse a atriz mexicano-norte-americana.

O Festival de Cannes vai de 8 a 19 de maio.

Veja também

Cannes bane selfies "desagradáveis" do tapete vermelho:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade