PUBLICIDADE

Carnaval: calor exige cuidados com a hidratação

Consumo de água durante a folia dos blocos de rua é fundamental para prevenir a desidratação e outros problemas de saúde

12 fev 2024 - 13h01
Compartilhar
Exibir comentários

O ano de 2023 foi o mais quente da história do planeta, segundo dados da Organização Meteorológica Mundial (OMM). No Brasil, a média das temperaturas ficou em 24,92 °C, sendo 0,69 °C acima da média histórica de 1991/2020, que é de 24,23 °C.

Calor pode elevar risco de desidratação no Carnaval
Calor pode elevar risco de desidratação no Carnaval
Foto: Shutterstock / Alto Astral

Os dados reforçam a necessidade do hábito de beber água regularmente, especialmente no verão, em que os dias são mais quentes e o organismo perde líquidos e sais minerais com mais facilidade. Foliões também precisam ficar atentos para não desidratar na maratona de blocos de Carnaval.

"Apesar do nosso corpo ser composto por 70% de água, a hidratação é fundamental para recuperar os líquidos perdidos através do suor, da urina e da respiração", explica a biomédica Valéria Avanzi, doutora em Medicina Interna pela UFPR e membro do Conselho Regional de Biomedicina do Paraná 6ª Região (CRBM6).

Outra recomendação da especialista é tomar água em pequenas quantidades ao longo do dia, mesmo sem estar com sede. "A sensação de sede acontece quando o organismo já está em processo de desidratação e isso deve ser evitado", pontua. 

Quantidade ideal de água

Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS) a quantidade ideal para o consumo diário de água é de 2,5 litros para um homem de 70 kg e 2,2 litros para uma mulher de 58 kg. Crianças e idosos são mais suscetíveis à desidratação e insolação. Por isso, o cuidado com esse público deve ser redobrado, especialmente no verão.

Segundo o Ministério da Saúde, os idosos precisam ter ainda mais atenção com a hidratação. Pessoas com mais de 60 anos sofrem uma diminuição do número e da sensibilidade de receptores corporais que controlam a sede. Sem perceber, eles sentem menos vontade de beber água. Mas o corpo continua necessitando de uma boa quantidade de líquidos para que todo o organismo funcione bem.

Benefícios de uma boa hidratação

De acordo com a biomédica Valéria Avanzi, quando o corpo está hidratado, o volume de sangue aumenta e melhora a circulação. Beber água ao longo do dia evita que o organismo retenha sódio e cause inchaços.

"A água ajuda a dar força aos músculos, auxilia na limpeza dos pulmões e para que os rins fiquem saudáveis. Também deixa a pele bonita, contribui para o bom humor e o raciocínio eficiente e a ingestão de água está relacionada com uma melhora no desempenho de atividades intelectuais", observa Valéria Avanzi.

Sinais de desidratação

Além da quantidade diária recomendada pela OMS, em dias muito quentes é preciso ficar atento aos possíveis sintomas de desidratação. Boca seca, pele mais ressecada, sensação de fraqueza, fadiga ou tontura indicam que é necessário consumir mais água e de maneira fracionada ao longo do dia.

Quem pratica esportes deve se hidratar antes, durante e depois do exercício. "Pessoas com enfermidades pré-existentes — como diabetes, problemas cardíacos, doenças renais e respiratórias crônicas, além de distúrbios metabólicos e doenças neurológicas — necessitam ainda mais atenção em dias muito quentes, porque a falta de água pode afetar seu bem-estar físico e mental", finaliza.

Alto Astral
Compartilhar
Publicidade
Publicidade