0

As cidades mais baratas para curtir (ou fugir) do Carnaval

Confira os destinos com preços mais acessíveis no Brasil para aproveitar a folia ou para encontrar sossego

28 jan 2020
11h47
atualizado às 12h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A menos de um mês do Carnaval, ainda é possível comprar passagens e reservar hotel nas principais cidades do País para curtir os dias de folia. Para quem não conseguiu se planejar com antecedência e procura preços acessíveis, São Paulo e Belo Horizonte são as opções mais baratas entre os destinos que participam das festividades, de acordo com dados do site de busca de viagens Kayak.

Bloco Ritaleena, na Rua dos Pinheiros, em São Paulo (SP), no Carnaval de 2019 (23/02/2019)
Bloco Ritaleena, na Rua dos Pinheiros, em São Paulo (SP), no Carnaval de 2019 (23/02/2019)
Foto: Ronaldo Silva / Futura Press

Incluindo voos de ida e volta e hospedagem em hotel três estrelas, o viajante de qualquer parte do Brasil vai desembolsar, em média, R$ 1.138 para pular Carnaval na cidade de São Paulo, sendo R$ 608 para passagens e R$ 106 a diária. Para Belo Horizonte, o preço médio está em R$ 1.489. Nesse caso, os voos saem por R$ 764 e a diária por R$ 145.

Destinos historicamente mais tradicionais para o Carnaval, Rio de Janeiro, Recife e Salvador aparecem como opções bem mais caras agora. Uma viagem ao Rio para os mesmos cinco dias de Carnaval está custando, em média, R$ 2.135, sendo R$ 925 as passagens e R$ 242 a diária. O valor total é R$ 1 mil a mais que São Paulo.

Para Recife e Salvador, os preços são ainda mais salgados. Na capital pernambucana, o viajante vai gastar, em média, R$ 2.742 (R$ 1.232 com passagens e R$ 302 com a diária). Na cidade baiana, o custo sobre para R$ 2.832 (R$ 1.277 com os voos e R$ 311 com cada diária).

Foto: Terra

O líder de Operações do Kayak no Brasil, Eduardo Fleury, conta que houve um aumento de 10% a 15% nos preços médios de passagens com relação ao ano passado. “A exceção foi Salvador, que manteve preço parecido”, disse Fleury.

Segundo ele, o valor do dólar, atualmente cotado próximo a R$ 4,20, é um dos fatores que mais impactam nos preços das passagens aéreas. “Muitos componentes da passagem aérea, como o combustível da aeronave, por exemplo, são calculados em dólar”, explica.

Para conseguir os preços mais baixos, a dica do líder de Operações é tentar comprar a passagem no sábado de Carnaval pela manhã, em vez de na sexta à noite. Na volta, quem puder esticar a estadia até quinta ou sexta também consegue voos mais baratos do que na Quarta de Cinzas. “Evitar horários de pico é uma boa pedida para quem pretende viajar no Carnaval”, recomenda Fleury.

O levantamento do Kayak foi feito na segunda-feira, 27 de janeiro, e é válido para uma diária de cinco dias de 21 de fevereiro (sexta de Carnaval) até o dia 26 (quarta-feira de cinzas).

A pesquisa do site considerou o preço médio de passagens aéreas de todos os aeroportos do Brasil. Já as hospedagens são uma média das dez opções mais baratas de hotéis três estrelas com café da manhã, estacionamento e wifi inclusos.

Os dados são de buscas feitas entre os dias 1º de dezembro de 2019 e 24 de janeiro. Na América Latina, o Brasil representa cerca de 50% das operações do Kayak.

Quer fugir do Carnaval?

Olhando de uma outra perspectiva, há muita gente que não curte muito os dias de folia e aproveita para viajar para lugares sossegados. Segundo a pesquisa do Kayak, as cinco cidades com preços mais em conta para fugir do Carnaval são Brasília (R$ 1.268), Curitiba (R$ 1.502), Porto Alegre (R$ 1.510), Joinville (R$ 1.514) e Teresina (R$ 1.692).

Veja os preços detalhados na tabela abaixo:

Foto: Terra

São Paulo em alta

No volume de buscas pelo site do Kayak, o Rio de Janeiro continua sendo a cidade mais procurada pelos brasileiros para os dias de festa. Em segundo aparece São Paulo, onde o Carnaval tem recebido cada vez mais turistas nos últimos anos. Em seguida, surgem Salvador, Recife e Fortaleza neste ranking.

Em um levantamento divulgado pelo site Decolar, nesta segunda-feira, São Paulo ultrapassou o Rio em 2020 como a cidade mais procurada em seu buscador.

Em outro ranking do Kayak, com cidades que mais cresceram em buscas em relação a 2019, a capital paulista é a terceira colocada, com um crescimento de 335%. Navegantes (SC) e Foz do Iguaçu (PR) aparecem juntas em primeiro, com uma alta de 341%. Porto Alegre (RS), em 4º, e Natal (RN), em 5º, cresceram 327% e 307%.

Foto: Terra

Veja também:

Exposição traz Alceu Valença que quase ninguém conhece

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade