PUBLICIDADE

Polanski não será reintegrado à Academia do Oscar

Diretor foi expulso há 2 anos por conta de novo código de conduta provocada pelo movimento #MeToo

26 ago 2020 12h40
| atualizado às 14h16
ver comentários
Publicidade

O diretor de cinema Roman Polanski perdeu um recurso que apresentou no Tribunal Superior de Los Angeles, nos Estados Unidos, e não será reintegrado à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Polanski não será reintegrado à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Polanski não será reintegrado à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Foto: EPA / Ansa

Polanski, que tem 87 anos, foi expulso da entidade que, entre outras funções, entrega o prêmio mais famoso do cinema, o Oscar, há dois anos no âmbito da revisão do código de conduta provocada pelo movimento #MeToo, que revelou uma quantidade enorme de casos de assédio e abuso sexual em Hollywood.

Em sua defesa, o diretor alegou que a Academia não deu oportunidade dele se defender da expulsão, fato que foi rechaçado pela juíza Mary H. Strobel. "Polanski teve a oportinudade de apresentar qualquer evidência que considerasse relevante, [...] incluindo um documento longo de seu advogado e um vídeo", afirmou a magistrada.

O diretor fugiu dos Estados Unidos em 1978 após ser acusado de estupro de uma menina de 13 anos. Como tem cidadania francesa e polonesa, ele passou a viver na Europa - mesmo sendo alvo de uma ordem de captura emitida no fim daquele ano. Polanski reconheceu o crime, mas negou que tenha cometidos outros ao longo de sua carreira no cinema.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade