0

Historiadora encontra afresco medieval em igreja de Roma

Obra estava escondida em parede e está bem conservada

29 jun 2019
12h23
atualizado às 12h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma historiadora da arte italiana anunciou neste sábado (29) a descoberta de um afresco medieval de cores vivas e em excelente estado de conservação em uma igreja de Roma.

A obra, que ficou escondida atrás de uma parede por quase 900 anos, retrata Jesus Cristo e Santo Aleixo. Ela foi encontrada na igreja de Sant'Alessio all'Aventino, nos arredores do Circo Máximo e do Coliseu - Alessio é o nome italiano para Aleixo.

"É um achado absolutamente excepcional, até pela iconografia raríssima dos dois personagens reconhecíveis na parte da pintura já visível, que, com toda a probabilidade, são Santo Aleixo e Cristo peregrino", disse à ANSA a historiadora da arte Claudia Viggiani, autora da descoberta.

Segundo Viggiani, a revelação foi possível graças a uma pesquisa de arquivo iniciada anos atrás, quando ela teve acesso a uma carta da Superintendência dos Monumentos da Região do Lazio escrita em 1965 e que falava de um "afresco em ótimo estado de conservação" encontrado casualmente durante obras para consolidar um campanário. Na sequência, o funcionário deve ter fechado a parede novamente e escondido a pintura.

O documento, no entanto, não citava o nome da igreja, o que exigiu da historiadora um longo trabalho para identificar o local da obra de arte. De acordo com a restauradora Susanna Sarmati, o afresco data de meados do século 12 e revela um "refinamento excepcional difícil de se encontrar".

Como a pintura não é tocada há séculos, seu estado de conservação é "quase perfeito", segundo Sarmati. "Quem reformou a igreja nos séculos sucessivos, murando os fundos, teve atenção para proteger o afresco", disse a restauradora. Boa parte da pintura ainda está escondida pela parede, que não pôde ser removida por enquanto por questões de segurança.

Veja também:

Pessoas que dão 'match' com obras de arte
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade