PUBLICIDADE

Citroën C3 Aircross confirma no dia-a-dia seu custo-benefício

Avaliamos durante uma semana, na cidade e na estrada, o Citroën C3 Aircross Shine Turbo AT 200, que custa R$ 129.990

25 fev 2024 - 11h25
(atualizado em 26/2/2024 às 16h55)
Compartilhar
Exibir comentários
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O Novo C3 Aircross – SUV com opção de 5 ou 7 lugares – tem tudo para virar o jogo a favor da Citroën. Começa que ele coloca a marca francesa num patamar mais elevado de qualidade, para quem se decepcionou um pouco com o C3 Hatch. Segue com um preço muito competitivo na categoria e completa o ciclo com ótima usabilidade.

Rodamos com o Citroën C3 Aircross em sua versão topo de linha, Shine Turbo 200 AT, que custa R$ 129.990 na versão de 5 lugares. O carro confirmou a boa impressão que havia deixado no lançamento e tem a capacidade de ir conquistando o usuário aos poucos, dia após dia.

Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Gostamos muito da suspensão, que é bem confortável, do comportamento direcional, da desenvoltura nas retomadas de velocidades (graças ao torque de 200 Nm disponíveis já a 1.750 rpm) e do bom casamento do motor 1.0 turbo de 130/135 cv (etanol/gasolina) com o câmbio CVT de 7 marchas, que permite trocas manuais pela alavanca.

A multimídia de 10” é ótima e o painel digital de 7”, personalizável, tem um interessante sistema de cores que indica claramente ao motorista se ele está dirigindo de forma econômica ou não. Além disso, o alcance está fixo na tela. Inicialmente, acreditamos que não havia conta-giros, mas na configuração é possível mostrar o conta-giros. Ficou perfeito.

Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O carro é bom de dirigir e o motor permite aceleração digna para a categoria, abaixo de 10 segundos para ir de 0 a 100 km/h. A posição de dirigir também agrada, mesmo sem ajuste de profundidade do volante. É um carro muito bem pensado por fora e por dentro, com uma "perfumaria" (porta-objetos) muito útil.

O espaço para os passageiros também agrada, pois o Citroën C3 Aircross é maior do que muitos SUVs famosos da categoria. Ele tem 4,32 m, contra 4,30 m do Hyundai Creta, 4,27 m do Chevrolet Tracker e 4,20 m do Volkswagen T-Cross. Mas o C3 Aircross é mais potente do que todos eles na faixa de R$ 130 mil.

Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

É possível comprar um Volkswagen T-Cross abaixo de R$ 130 mil? Sim, mas só a versão Sense, que não tem nem rádio. No mesmo nível de equipamentos, só o T-Cross 200 TSI, que custa R$ 143 mil. O C3 Aircross, portanto, está bem posicionado e confirma seu bom custo-benefício.

Na disputa direta com o C3 Aircross, o único carro realmente forte, em termos de porte e equipamentos, é o Tiggo 5x Sport, da Caoa Chery, que custa R$ 120 mil e tem um motor 1.5 turbo de 150 cv. Mas, em compensação, seu porta-malas tem apenas 340 litros de volume. O bagageiro do C3 Aircross de 5 lugares tem 493 litros.

Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Por tudo isso e muitas outras características positivas, gostamos do Citroën C3 Aircross Shine nesta configuração de 5 lugares. Só não gostamos muito da cor do carro cedido para avaliação, mas a Citroën tem opções mais divertidas e alegres para o Aircross, inclusive com teto em cor diferente da carroceria.

Desempenho e consumo

  • 0 a 100 km/h: 9s7 (e) e 9s9 (g)
  • Velocidade máxima: 191 km/h (e/g)
  • Km/l cidade: 7,4 (e) e 10,6 (g)
  • Km/l estrada: 8,6 (e) e 12,0 (g)
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Citroën C3 Aircross Shine Turbo 200 AT
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro
Citroën C3 Aircross: como anda, como freia, conforto e vida a bordo:
Guia do Carro
Compartilhar
Publicidade
Publicidade