Alexandre de Moraes inclui Elon Musk no inquérito das milícias digitais após ataques no X

8 abr 2024 - 08h43
(atualizado às 08h46)
Compartilhar

Alexandre de Moraes inclui Elon Musk no inquérito das milícias digitais após ataques no X. A decisão ocorre após o bilionário dono do antigo Twitter fazer uma série de publicações neste fim de semana sobre o ministro e ameaçar descumprir ordens judiciais. Moraes incluiu Musk no inquérito por “dolosa instrumentalização" da rede social e por obstrução de Justiça “inclusive em organização criminosa e incitação ao crime". O ministro ainda determinou que o X se abstenha de "desobedecer qualquer ordem judicial já emanada" pela Justiça brasileira, em despacho assinado neste domingo, 7. Além disso, determinou que o antigo Twitter não reative perfis bloqueados por ordem do Supremo, sob pena de multa diária de R$ 100 mil. "Por que você está exigindo tanta censura no Brasil?", questionou Musk, no sábado, 6, ao comentar uma publicação feita pelo magistrado em janeiro. Musk ainda escreveu que Moraes deve "renunciar ou sofrer um impeachment", dizendo que ele "traiu descaradamente e repetidamente a Constituição e a população do Brasil".

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade