PUBLICIDADE

Homem morre semanas após transplante de rim de porco geneticamente modificado

Nota do Hospital Geral de Massachusetts diz que a morte não tinha “nenhuma indicação de que fosse o resultado de seu recente transplante”

13 mai 2024 - 10h32
Compartilhar
Exibir comentários
Richard Slayman morreu aos 62 anos
Richard Slayman morreu aos 62 anos
Foto: Hospital Geral de Massachusetts

Morreu, aos 62 anos, o paciente Richard Slayman — primeira pessoa a receber um rim de um porco geneticamente modificado. A morte do homem ocorreu dois meses após a realização do transplante. 

A notícia foi confirmada pelo Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, onde Slayman foi operado. Em nota, o hospital afirmou que a equipe de transplante estava “profundamente triste” com sua morte.

O comunicado incluiu ainda a informação de que a morte não tinha “nenhuma indicação de que fosse o resultado de seu recente transplante”.

Histórico

O paciente tinha doença renal em estágio terminal. Em 2018, Richard Slayman recebeu o transplante de um rim humano. No entanto, em 2023, quando o rim começou a falhar, ele desenvolveu insuficiência cardíaca congestiva e seus médicos sugeriram que ele experimentasse um rim de um porco modificado.

Considerado um marco na medicina, seu procedimento cirúrgico durou quatro horas e foi liderado pelo médico brasileiro, Leonardo Riella.

O rim de porco transplantado para Slayman foi desenvolvido pela eGenesis, uma empresa de biotecnologia com sede em Cambridge, nos EUA.

Para o procedimento, os cientistas removeram três genes e adicionaram outros sete para melhorar a compatibilidade. A empresa também inativou retrovírus que os porcos carregam e que podem ser prejudiciais aos humanos.

Slayman recebeu alta do hospital duas semanas após a cirurgia, com “um dos melhores atestados de saúde que já tive em muito tempo”, disse ele na época.

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade