PUBLICIDADE

Destaque da NASA: cometa 12P e estrela brilhante são foto astronômica do dia

A foto destacada pela NASA hoje traz 12P/Pons-Brooks, conhecido como Cometa do Diabo. Ele aparece junto da estrela Vega, a quinta mais brilhante do céu

8 dez 2023 - 15h32
(atualizado às 18h58)
Compartilhar
Exibir comentários

O cometa 12P/Pons-Brooks está na foto destacada pela NASA nesta sexta-feira (8) no site Astronomy Picture of the Day. Ele foi registrado junto da estrela Vega, a quinta mais brilhante do céu noturno.

Para alguns, o coma do cometa tem formato que lembra o da nave Millenium Falcon, da franquia Star Wars. Para outros, seus lados alongados se parecem com chifres, que lhe renderam o apelido Cometa do Diabo.

Será que ele se parece mais com chifres ou com a nave? Para decidir, confira o cometa na foto abaixo:

Estrela Vega e cometa 12P (Imagem: Reprodução/Dan Bartlett)
Estrela Vega e cometa 12P (Imagem: Reprodução/Dan Bartlett)
Foto: Canaltech

Este cometa visitou o Sistema Solar pela última vez em 1954. No momento, ele está seguindo rumo ao Sol, e vai chegar à aproximação máxima do nosso astro em abril do ano que vem.

Ele aparece ao lado da estrela Vega, a mais brilhante da constelação Lira. Ela fica a aproximadamente 25 anos-luz da Terra e é considerada uma das mais brilhantes nas proximidades do Sol. Esta estrela tem apenas 10% da idade do nosso astro, mas como é duas vezes mais massiva, sua vida deve ser breve.

Cometa 12P/Pons-Brooks

O "Cometa do Diabo", como ficou conhecido, leva 71,2 anos para orbitar o Sol. Ele é conhecido desde 1812, quando foi observado pelo astrônomo francês Jean-Louis Pons. Na época, as observações não eram precisas o suficiente para permitir prever quando o cometa retornaria, e ele foi redescoberto em 1883 pelo astrônomo inglês William Brooks.

Seu núcleo de rocha e gelo parece medir 17 km de diâmetro — para comparação, considere que o Monte Everest, a montanha mais alta da Terra, tem 8,8 km de altura. Além disso, o cometa 12P sofreu uma série de erupções ao longo do ano, que fizeram com que ficasse mais brilhante.

Quando chegar ao periélio e se aproximar do Sol, o cometa vai estar a cerca de 119 milhões de quilômetros do astro. Em junho, ele vai fazer sua aproximação máxima da Terra, ficando a mais de 200 milhões de quilômetros do nosso planeta.

Fonte: APOD

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade