PUBLICIDADE

Apertem os cintos! Passaremos por momentos de turbulência nos próximos 20 anos

Os próximos 20 anos serão de boom tecnológico baseado em três pilares: inteligência artificial (IA), biotecnologia e sensores/tecnologias vestíveis

19 abr 2024 - 10h03
(atualizado às 13h51)
Compartilhar
Exibir comentários

No último South by Southwest (SXSW — edição 2024), Amy Webb, investidora no Vale do Silício e responsável por um dos mais importantes relatórios anuais sobre tendências tecnológicas do mundo, disse (em tradução livre): "Nos próximos 20 anos, vamos passar por superciclos tecnológicos! Serão anos de boom tecnológico baseado em três pilares: inteligência artificial (IA), biotecnologia e sensores/tecnologias vestíveis. E esse ciclo será tão poderoso que vai redesenhar as próprias bases de nossa existência, dos negócios, da economia, da política, dos relacionamentos...da sociedade!".

Foto: Reprodução: Gerd Altmann/Pixabay / Canaltech

E, realmente, a inteligência artificial, como eu já escrevi antes, é o principal pilar do desenvolvimento tecnológico desse século.

Mas este artigo não é sobre desenvolvimento tecnológico, e sim sobre o impacto desse movimento na sociedade. E o conceito de mundo VUCA (Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade) descreve perfeitamente essa dinâmica que já estamos vivendo!

Volatilidade se refere à velocidade das mudanças e à instabilidade que enfrentamos constantemente.

Incerteza destaca a dificuldade de prever eventos futuros e seus impactos.

Complexidade está relacionada à interconexão de fatores que tornam os problemas mais difíceis e imprevisíveis.

Já a Ambiguidade diz respeito à falta de clareza e à multiplicidade de interpretações.

Assim, nesse novo mundo que estamos começando a viver, é fundamental desenvolvermos habilidades de adaptação, pensamento estratégico e resolução criativa e inovadora para problemas, a capacidade de se ajustar rapidamente às

mudanças, encontrar oportunidades em meio às incertezas, analisar situações complexas de forma holística, e tomar decisões embasadas em cenários ambíguos.

Compreender e enfrentar os desafios desse ambiente dinâmico pode transformar as incertezas em oportunidades, e permitir a construção de um futuro forte e adaptável.

Mas como disse eu grande amigo Ricardo Tonon, gerente de Inovação da Oxigênio Aceleradora: "Vamos nessa... Bora viver essa transição! Vai ser incrível, né?".

Esse texto foi escrito em parceria com Bruno Messias, da WSuzuki consultoria, a quem agradeço pelos insights e pela conversa.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade