PUBLICIDADE

1 em 4 crianças brasileiras usa internet antes dos 6 anos, diz estudo

A pesquisa TIC Kids Online Brasil afirma que 95% das crianças e adolescentes dos nove aos 17 anos já estão online

25 out 2023 - 15h11
Compartilhar
Exibir comentários
95% das crianças de nove a 17 anos estão na internet
95% das crianças de nove a 17 anos estão na internet
Foto: Jelena Stanojkovic | Shutterstock / Portal EdiCase

Crianças brasileiras vêm acessando a internet de forma mais precoce. É o que mostra a pesquisa da TIC Kids, realizada pelo Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação), divulgada nesta quarta-feira (25).

Segundo os dados, 24% dos entrevistados — quase uma em cada quatro — relataram ter começado a se conectar à rede até os seis anos. A nova edição da análise entrevistou presencialmente 2.704 crianças e adolescentes, assim como seus pais ou responsáveis, em todo o Brasil.

Cada vez mais novas, o levantamento mostra que 95% das crianças de 9 a 17 anos já usou a internet. Para fins de comparação, na edição de 2015, esse número era de 11%, quando a maioria se conectava aos 10 anos (16%).

As informações também mostraram o local em que se conectam: em casa (98%), na casa de outras pessoas (85%) e na escola (44%).

“A pesquisa mostra tendência crescente de uso da internet já na primeira infância. Esse fenômeno reforça a necessidade de evidências robustas acerca das oportunidades e dos riscos online vivenciados por crianças e adolescentes, que orientem políticas e ações voltadas a garantia dos seus direitos e proteção”, disse o gerente do Cetic.br, Alexandre Barbosa, em um comunicado à imprensa.

Dominância do uso do smartphone

O dispositivo dominante entre as crianças brasileiras na hora de ficar online é o celular (97%), sendo a única forma de conexão para 20% deles.

Já o uso de computadores para esta faixa etária permaneceu estável (38%) em relação a 2022 (43%). Porém, na comparação com o estudo feito em 2015, os computadores estavam entre um dos principais aparelhos, com 64%.

Além disso, os dados mostraram que a conexão à internet pela televisão está aumentando nos últimos anos para o público jovem, com 70% neste ano. Em 2022, o número era 63% e em 2019, 43%.

Qual o melhor modelo de primeiro celular para seu filho? Qual o melhor modelo de primeiro celular para seu filho?

Predominância de redes sociais

Segundo a pesquisa, 88% dos entrevistados afirmou que têm perfis nas redes sociais. Entre 15 e 17 anos, a proporção foi de 99%. 

Pela primeira vez, a TIC Kids coletou dados sobre o YouTube. O levantamento mostrou que 88% das crianças e adolescentes ouvidas têm acesso à plataforma de vídeos online. Já 78% disseram ter WhatsApp, 66% ter Instagram; 63% TikTok, e 41%, Facebook.

O Instagram domina entre as plataformas mais usadas pelos adolescentes de nove a 17 anos (36%), seguido do YouTube (29%); TikTok (27%) e Facebook (2%). 

Já entre os jovens de 9  a 10 anos e de 11 a 12 anos, o YouTube lidera com 42% e 44%, respectivamente. Já nas faixas de 13 a 14 anos (38%) e de 15 a 17 anos (62%), predomina o uso do Instagram. 

“Plataformas digitais voltadas ao compartilhamento e a criação de conteúdos multimídia são usadas por quase a totalidade de usuários de 15 a 17 anos”, comenta Luísa Adib, coordenadora da pesquisa TIC Kids Online Brasil.

Em releção à privacidade nas redes sociais, 83% dos entrevistados entre 11 e 17 anos disseram ser cuidadosos com as informações pessoais na internet, e 81% usam apenas sites e apps em que confiam.

Ainda, 77% afirmam ter cuidado com convites de amizade nas redes sociais, assim como os links de vídeos em que clicam.

Atividades online

Entre alguns aspectos analisados pelo TIC Kids Online Brasil, também foi perguntado quais atividades as crianças mais participam online.

A maioria está relacionado a escola. De acordo com o levantamento, 82% usam a internet para fazer trabalhos escolares, enquanto 66% utilizam para pesquisar algo por curiosidade própria. 

Dos pesquisados, 60% se conectaram para ler notícias, e 26% buscou informações sobre o que acontece na própria rua ou no bairro. 

Sobre entretenimento, os indicadores apontam que o crescimento do streaming também fica evidente para o público infanto-juvenil. A pesquisa mostra que em 2023, 88% ouviam música online, 82% assistiam filmes ou séries online e 45% usavam a internet para baixar músicas, filmes ou séries.

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade