Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Fórmula 1 rejeita possibilidade de quarta corrida nos EUA em Nova York

Greg Maffei, chefe do Liberty Media, revelou em encontro nesta quinta-feira que o prefeito de Nova York, Eric Adams, ofereceu um local para a Fórmula 1 realizar uma prova na cidade, mas que a categoria não tem interesse neste momento

20 mai 2022 04h31
Compartilhar
Liberty Media não pensa em quatro corridas nos Estados Unidos
Liberty Media não pensa em quatro corridas nos Estados Unidos
Foto: Reprodução/Twitter / Grande Prêmio

FÓRMULA 1 2022: A PALAVRA DE ORDEM É ATUALIZAÇÃO: TUDO DO GP DA ESPANHA | WGP

A Fórmula 1 não tem interesse em uma quarta corrida nos Estados Unidos neste momento. Chefe do Liberty Media, grupo de controla a categoria desde 2017, Greg Maffei revelou em um evento financeiro nesta quinta-feira (19) que o prefeito de Nova York, Eric Adams, ofereceu um local para que a categoria realisasse uma prova na cidade, mas que a proposta foi rejeitada.

Publicidade

"A administração de Eric Adams entrou em contato pedindo por um [GP]. Acho que é muito difícil. A proposta deles, Randalls Island, provavelmente não é o nosso local perfeito. Acho que a realidade é que as corridas de rua em um lugar como Nova York são muito, muito, muito difíceis", contou Maffei.

A área de Randalls Island fica entre Manhattan e o Queens. A ilha tem um grande espaço verde e possui vários campos esportivos. Mas o local não chamou a atenção da direção da Fórmula 1, que parece estar de olho em grandes cenários, como o Strip, principal bairro de Las Vegas que vai receber uma prova da categoria a partir de 2023.

"Las Vegas é um dos poucos lugares nos Estados Unidos onde você provavelmente pode fazer uma corrida de rua, porque tem uma mentalidade diferente. Nova York é um local maravilhoso, mas é difícil imaginar eles fechando o Central Park para nós!", explicou Greg.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Publicidade

A região de Las Vegas Strip vai receber a terceira corrida da F1 nos EUA a partir do ano que vem (Foto: Reprodução)

Ferrari em xeque, Red Bull em ascensão e 'nova' Mercedes: GP da Espanha redesenha F1

Um evento em Nova York também poderia gerar brigas que não interessam ao Liberty Media no momento. Quando o moderador do evento disse que gostaria de ver uma corrida na cidade, Maffei respondeu: "Suspeito que tenham alguns outros grupos que talvez não, então essa é uma briga que não precisamos ter".

Além de Las Vegas, a categoria já tem o GP dos Estados Unidos, em Austin, desde 2011 e estreou o GP de Miami neste mês de maio. A corrida na Flórida teve uma grande procura dos fãs, comprovando o crescimento da Fórmula 1 entre os americanos. O chefe do Liberty Media afirmou que o balanço final é positivo, mas que há coisas a serem melhoradas para os próximos anos.

Publicidade

"Acho que no geral foi um grande sucesso, a demanda foi insana. Claro, tivemos problemas de logística em uma corrida realizada pela primeira vez. [Por exemplo] os pilotos não amam tudo na pista, o que não é incomum, ou o serviço de hospitalidade e segurança do Paddock Club. Veremos. Há coisas a serem melhoradas", concluiu.

As atividades de pista para o GP da Espanha começam nesta sexta-feira (20), com os treinos livres. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura IN LOCO e traz todas as informações AO VIVO e EM TEMPO REAL.

FÓRMULA 1 2022: GP DE MIAMI DECEPCIONOU NA PISTA, MAS ESPETÁCULO FORA DELA PASSOU DO PONTO?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações