Patrocínio

Vilão do Batman finge insanidade para disfarçar seu grande intelecto

Um dos membros mais notórios da galeria de bandidos do Batman revela que tudo sobre ele era mentira em sua série limitada

4 mar 2024 - 20h31
(atualizado em 5/3/2024 às 11h46)

Os fãs do Batman sabem que a galeria de vilões do herói é a mais abrangente, interessante e complexa dos quadrinhos, com antagonistas que oferecem muitas possibilidades para aumentar a profundidade e os subtextos das tramas no cantinho do Homem-Morcego. Ultimamente, a fase Dawn of DC tem reposicionado e atualizado não somente os defensores de seu universo, assim como as ameaças; e uma delas acaba de revelar que finge insanidade para disfarçar seu alto intelecto.

Foto: DC Comics / Canaltech

Além de explorar e definir melhor a origem e mistérios que estavam gerando problemas de continuidade na trajetória do Coringa, a DC também tem feito um trabalho interessante na caracterização moderna do Pinguim. 

Publicidade

Atenção para spoilers de The Penguin #7!

O título mensal limitado The Penguin vem preenchendo lacunas e conectando melhor o Pinguim no submundo do crime e em seu relacionamento com o Homem-Morcego. Além disso, a revista tem mostrado como o vilão se aliou ao próprio herói para conquistar um espaço privilegiado na cadeia alimentar no universo predatório dos criminosos de Gotham City.

The Penguin vem preenchendo lacunas e conectando melhor o Pinguim no submundo do crime de Gotham (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Foto: Canaltech

Em The Penguin #7, vemos o Pinguim completando um ano de parceria com o Homem-Morcego, em uma colaboração em que o vilão fornece informações para o Batman, que prende os bandidos e também "limpa" o terreno para o Pinguim prosperar em sua subida ao topo do pódio do crime em Gotham City.

Como ele finge insanidade?

Na trama sobre o início da caminhada rumo ao topo, os bandidos estão começamdo a desconfiar que o Pinguim vinhaem traindo os vilões da cidade, e é aí que Oswald Cobblepot apresenta ao Batman o plano de construir uma identidade própria baseada na insanidade de figuras imprevisíveis como o Coringa ou o Charada.

Publicidade

Para executar esse plano, Cobblepot aceita ser preso pelo Batman para poder ir para o Asilo Arkham, em ves de ir para a penitenciária Blackgate. E é lá que ele cria a primeira roupa de Pinguim, e o comportamento bobo e espalhafatoso para desviar a atenção de si mesmo como possível traidor e ameaça entre os seus.

Pinguim finge ser um animal insano (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Foto: Canaltech

Em seus primeiros dias como jovem criminoso, Cobblepot era um bartender manso que recebia ordens e degradação de Carmine Falcone. Cansado de ser humilhado, o empregado decidiu se voltar contra o chefe, manipulando Batman para o herói minar a "concorrência, e, de quebra, ajudá-lo na sua subida rumo ao topo do mundo do crime em Gotham City.

Ao adotar e exagerar sua personalidade de Pinguim, Cobblepot foi capaz de tirar vantagem do sistema mais brando de Arkham e afastar as suspeitas sobre sua parceria com o Batman para ganhar poder. A jogada foi ousada e esperta, já que ninguém jamais descobriu seu acordo secreto, assim como o próprio Homem-Morcego nunca desconfiou que, por trás daquela faceta maníaca e exagerada, está uma das mentes criminosas mais brilhantes da DC, com intelecto superior ao de Bruce Wayne.

Trending no Canaltech:

Curtiu? Fique por dentro das principais notícias através do nosso ZAP
Inscreva-se