PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Veja por que o verão aumenta as chances de infecção urinária nas mulheres

Médicos explicam como alguns hábitos nesta época do ano podem favorecer esse tipo de problema

23 jan 2024 - 16h32
Compartilhar
Exibir comentários

Com o verão, não temos apenas dias ensolarados e temperaturas elevadas, mas também um aumento preocupante nas infecções do trato urinário (ITUs), especialmente entre as mulheres. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), cerca de 80 a 85% das infecções urinárias são causadas pela bactéria Escherichia coli (E. Coli).

A infecção urinária é comum em mulheres no verão
A infecção urinária é comum em mulheres no verão
Foto: Buravleva stock | Shutterstock / Portal EdiCase

O ginecologista Dr. André Vinicius explica que uma das principais razões é a falta de ingestão de líquido na proporção adequada para a temperatura externa em relação às perdas com a transpiração. "Uma atitude simples que pode ajudar muito além do aumento da ingestão de líquidos é não prender urina por longos períodos. O fato de a bexiga ficar muito tempo sem esvaziamento favorece uma colonização maior de bactérias nessa região - que facilita o surgimento da infecção urinária", ressalta. 

Quantidade de água necessária

Para descobrir a quantidade ideal que você deve tomar por dia, deve multiplicar seu peso em quilos pelo número 35. Assim, terá a quantidade de líquido em ml que você deve consumir por dia. Por exemplo: peso 75 kg x 35 = 2.626 ml (é preciso tomar 2,6L por dia). 

"O aumento da transpiração no verão, se não compensado por uma hidratação adequada, pode levar a uma urina mais concentrada, irritando a bexiga e comprometendo a imunidade no local, propiciando o surgimento de infecções", explica o Dr. Christian Aguiar, médico especialista em suplementação natural. 

Ficar com o biquíni molhado por muito tempo pode favorecer a infecção urinária
Ficar com o biquíni molhado por muito tempo pode favorecer a infecção urinária
Foto: Ground Picture | Shutterstock / Portal EdiCase

Cuidados com as roupas úmidas

O ginecologista orienta não permanecer muito tempo com a roupa de banho molhada ou úmida, pois esse ambiente quente e úmido favorece o surgimento de fungos e algumas bactérias. O ideal é, sempre que sair da piscina ou do mar, trocar a parte de baixo do biquíni por outro seco ou por uma calcinha de algodão.

"Além disso, use roupas mais leves e arejadas. Isso reduz o risco de desenvolver infecções vaginais que, por sua vez, estão associadas a infecções urinárias. A uretra (canal por onde sai a urina) é muito próxima da vagina; infecções vaginais podem levar bactérias da vagina para esse canal da uretra, gerando a cistite, que é um tipo de infecção urinária", explica Dr. André Vinicius. 

Alimentação para combater a infecção urinária 

Segundo o Dr. Christian Aguiar, a alimentação balanceada e boa suplementação podem melhorar muito a recorrência de ITUs no verão. Ele recomenda a ingestão de vitamina C, cranberries e probióticos, que mantêm um equilíbrio saudável de bactérias. Além disso, fortalecem o sistema imunológico, deixando o corpo mais resistente para combater as infecções.  

Além disso, o especialista sugere evitar o consumo de açúcares simples e aponta que alguns suplementos podem auxiliar na prevenção de infecções urinárias. O cranberry, por exemplo, contém proantocianidinas que impedem a adesão de bactérias E. coli às paredes do trato urinário, auxiliando na prevenção. O Dr. Christian Aguiar também destaca o alho como um bom suplemento, pois aumenta a acidez da urina e possui propriedade antibiótica natural. 

Por Consuelo Magalhães

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade