PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Como funciona a visitação à Ilha dos Arvoredos, no Guarujá

Destino ganhou selo de sustentabilidade inédito nas Américas e se destaca por iniciativas de preservação e autossuficiência

12 abr 2024 - 18h30
(atualizado em 23/4/2024 às 11h58)
Compartilhar
Exibir comentários

A Ilha dos Arvoredos , no Guarujá , Litoral Sul de São Paulo , era inacessível ao público até o fim de 2021. O destino ganhou em janeiro de 2024 o selo de sustentabilidade Green Key, que reconhece locais comprometidos com responsabilidade social e práticas ecológicas de turismo. É a primeira vez que um destino das Américas recebe a certificação e passa a integrar a lista com lugares da Europa e da Ásia .

Além das belezas cênicas, ilha se destaca por projetos ambientais e científicos
Além das belezas cênicas, ilha se destaca por projetos ambientais e científicos
Foto: Reggys Santos/Ilha dos Arvoredos/Divulgação / Viagem e Turismo

O projeto do destino foi desenhado por Fernando Eduardo Lee, engenheiro e ambientalista que recebeu a ilha de uma concessão da Marinha na década de 1950. Hoje, são 36 mil metros quadrados de uma bela paisagem preservada com Mata Atlântica, rochas e que fica a 1,5 quilômetros da Praia de Pernambuco, no continente.

A ilha fica na Área de Preservação Ambiental (APA) Marinha Litoral Centro.  Entre os exemplos de sustentabilidade da Ilha dos Arvoredos , se destacam o sistema de captação e filtragem da chuva que garante a autossuficiência de água potável, placas de captação de energia solar e as pesquisas de manutenção da fauna e da flora desenvolvidas em parceria com a Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp).

Inicialmente, o foco da ilha não era o turismo, mas sim a criação de um laboratório a céu aberto para pesquisadores da Fundação Fernando Eduardo Lee e da Unaerp. Em 2021, isso mudou com o Projeto Mundo Sustentável, baseado no modelo de educação ambiental da professora Priscilla Bonini Ribeiro, diretora do campus Guarujá da Universidade de Ribeirão Preto. A partir do programa, ecoturismo e visitas educacionais são feitos na Ilha dos Arvoredos.

O Horto Medicinal é uma dos estudos desenvolvidos pela universidade na ilha, trata-se de um canteiro de plantas com propriedades terapêuticas. As espécies se juntam às plantas nativas e exóticas, introduzidas por Fernando Lee.

A arquitetura da Ilha dos Arvoredos também é sustentável com obras de bioconstrução, como a Casa de Pedra feita com materiais já existentes na ilha. Há construções curiosas como um farol onde foi instalada uma das primeiras hélices de geração de energia eólica do país. Na entrada da ilha, a escultura de um pássaro de 72 toneladas recebe os visitantes.

Como visitar?

Desde 2021, a Ilha dos Arvoredos está aberta para visitas por meio do Projeto Mundo Sustentável, que destina os valores arrecadados à pesquisa científica e conservação do local. 

A agenda de visitação tem vagas limitadas e abre em sete datas ao longo do ano: 

1º semestre: 12/04, 04/05, 29/06

2º semestre: 13/07, 27/07, 07/09, 12/10

O tempo total do programa ecoturístico, incluindo as atividades na ilha e o transporte de barco, é de quatro horas. Na ilha, os visitantes passeiam pelas atrações em um roteiro de educação ambiental com monitores.

O passeio custa R$ 166 e a reserva é feita pelo site da Ilha dos Arvoredos . Morador do Guarujá, estudante ou professor pagam R$ 103. O transporte de barco até a ilha custa R$ 50, os visitantes devem embarcar na Praia do Perequê.

Veja casas e apartamentos para alugar no Guarujá pelo Airbnb

Viagem e Turismo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade