PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Veja os alimentos que pioram os sintomas da endometriose

Médico explica como alguns tipos de comidas podem aumentar a inflamação do organismo e, com isso, causar mais dores

5 out 2023 - 10h31
Compartilhar
Exibir comentários

A endometriose é uma condição inflamatória em que o tecido que reveste do útero, conhecido como endométrio, cresce fora da cavidade uterina. Essa doença pode desencadear uma série de sintomas, como dor crônica, cólicas menstruais intensas e até mesmo problemas de fertilidade. Conforme dados da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), ela afeta aproximadamente 6,5 milhões de brasileiras que menstruam e cerca de 176 milhões de mulheres ao redor do mundo.

A endometriose requer uma dieta equilibrada e saudável
A endometriose requer uma dieta equilibrada e saudável
Foto: Alphavector | Shutterstock / Portal EdiCase

Embora os tratamentos médicos convencionais desempenhem um papel vital no tratamento da endometriose, uma dieta saudável e equilibrada também pode se mostrar uma aliada valiosa na redução da inflamação no organismo, no alívio da dor e na regulação dos níveis hormonais. Isso, por sua vez, contribui para o controle dos sintomas associados à doença.

No entanto, é importante ressaltar que cada pessoa pode reagir de maneira única aos alimentos, o que torna essencial o aconselhamento de um médico especializado em endometriose para desenvolver um plano alimentar adequado às necessidades individuais.

Nesse contexto, o Dr. Thiers Soares, ginecologista especialista em condições como endometriose, adenomiose e miomas, e médico do setor de endoscopia ginecológica do Hospital Universitário Pedro Ernesto, ligado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), lista como deve ser composta a dieta alimentar para quem enfrenta essa condição. Confira!

Alimentos a serem evitados

O consumo de alimentos processados e ricos em gorduras saturadas, como fast-food, frituras e produtos industrializados, deve ser reduzido, pois tem o potencial de aumentar a inflamação no corpo e agravar a dor. Ainda, recomenda-se diminuir o consumo excessivo de cafeína presente em bebidas como café, chá-preto e refrigerantes, uma vez que ela pode contribuir para o desequilíbrio hormonal.

Quanto ao chocolate, é importante ter cautela, preferindo as variedades meio amargo e amargo, que possuem menor teor de gordura, enquanto chocolates ao leite e branco contêm maior quantidade em sua composição e devem ser evitados para minimizar episódios de dor.

Confira outros exemplos do que se deve evitar:

  • Bebidas gaseificadas, energéticas e álcool;
  • Açúcar e edulcorantes artificiais;
  • Alimentos com elevado teor de óleo e gordura trans;
  • Carnes processadas ou defumadas.

Esses são alguns alimentos que você deve observar, mas é fundamental buscar o acompanhamento com um nutricionista para receber um plano personalizado de rotina alimentar.

Uma alimentação saudável ajuda a combater os sintomas da endometriose
Uma alimentação saudável ajuda a combater os sintomas da endometriose
Foto: RossHelen | Shutterstock / Portal EdiCase

Vantagens de uma alimentação saudável para a endometriose

Certos alimentos, como frutas, vegetais, cereais integrais e peixes ricos em ômega 3 possuem propriedades anti-inflamatórias, o que contribui para o alívio da dor e da inflamação causadas pela endometriose.  

Além de adicionar essas comidas à dieta, é necessário adotar uma alimentação mais nutritiva e rica em vitaminas e minerais essenciais para fortalecer o sistema imunológico, auxiliar na prevenção de infecções e promover uma melhor resposta do organismo às inflamações causadas pela endometriose.

Por outro lado, a alimentação não é suficiente para promover mudanças significativas na saúde da mulher; deve-se buscar um tratamento adequado para o caso individual. Uma abordagem personalizada e equilibrada, aliada a uma alimentação saudável, pode trazer benefícios significativos para o controle da endometriose e contribuir para uma melhor qualidade de vida.

Por Beatriz de Lima Fernandes

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade